A entrada de Mesquita Central de Lisboa

“Presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa deixa repto a todos os interessados em saber mais sobre Maomé a visitar as mesquitas lisboetas no próximo 5 de Outubro.

A Comunidade Islâmica de Lisboa (CIL) emitiu um comunicado no qual lamenta o “tratamento desrespeitoso e mesmo ofensivo” que tem sido dado a Maomé, considerado pelos muçulmanos como o profeta de Deus, “magoando profundamente a todos que, como crentes, respeitam o Mensageiro a quem foi revelado o nosso livro sagrado”.”

A notícia original pode ser lida aqui.