Maçonaria Francesa Reconhece Nova Obediência Maçónica Portuguesa

Nota da Casa das Aranhas: Esta publicação vem rectificar e substituir a publicação intitulada  “Maçonaria Francesa Infiltra e Subjuga Maçonaria Portuguesa”, o conteúdo da qual foi retirada pelo facto de ter sido trazido à atenção da Casa das Aranhas que a denúncia nela publicada era incorreta e portanto difamatória. A Casa das Aranhas pede então as suas mais sinceras desculpa aos visados pela falsa denúncia. Em vez da falsa denúncia, segue-se a divulgação e análise de documentos internos altamente sensíveis da maçonaria Francesa e Portuguesa.

Ao contrário de muitas das caracterizações mais comuns da Maçonaria que a acusam de ser uma estrutura monolítica cuja intenção é o domínio global, esta é sobretudo uma estrutura descentralizada, caótica e cheia de intrigas internas. Documentos internos aqui revelados demonstram os conflitos internos e as relações hierárquicas internacionais cuja compreensão é essencial para podermos perceber o mundo da Maçonaria.

Em Maio de 2011 a Grande Loja Simbólica de Portugal obtém uma importante patente da parte da Ordem Internacional do Ritual Antigo e Primitivo de Memphis Misraim, disponível na integra aqui:

Screen Shot 2016-09-19 at 16.00.52 (2).png

Fonte: Patente da Loja Simbólica de Portugal de Memphis-Misraim

Porém, logo depois de conceder a tão cobiçada patente, a mesma Ordem internacional tenta submeter a Grande Loja Simbólica de Portugal a uma administração provisória externa, alegando que o Grão-Mestre da Loja Simbólica não tem o grau maçónico suficientemente alto para a liderar:

Screen Shot 2016-09-19 at 16.06.46 (2).png

Fonte: Declaração de Administração Provisória

É depois, já em 2015, assinado um importante tratado entre a Grande Loja Simbólica de Portugal e o Grande Oriente de França, esta ultima, a mais importante obediência maçónica do mundo.

Screen Shot 2016-09-19 at 16.09.51 (2).pngScreen Shot 2016-09-19 at 16.13.33 (2).pngFonte: Tratado Maçónico entre a Loja Simbólica e o Grande Oriente de França

Segue-se depois uma tentativa de invalidação do tratado maçónico, pela parte de Willy Raemakers, o Grande Mestre Mundial da Ordem Internacional do Ritual Antigo e Primitivo de Memphis Misraim:

Screen Shot 2016-09-19 at 16.20.42 (2).pngFonte: Tentativa de Invalidação do Tratado Maçónico

Willy Raemakers.jpg
Willy Raemakers, tentou depois quebrar a aliança entre o Grande Oriente de França e a Grande Loja Simbólica de Portugal, sem sucesso

 

Daniel Keller.jpg
Daniel Keller, Grão Mestre do Grande Oriente de França, decidiu em favor da Loja Simbólica de Portugal

Não tendo conseguido quebrar a aliança entre o Grande Oriente de França e a Grande Loja Simbólica de Portugal, o Grande Mestre Mundial da Ordem Internacional do Ritual Antigo e Primitivo de Memphis Misraim emite então um documento em que acusa o Grão-Mestre da Loja Simbólica de Portugal, Pedro Rangel, de várias transgressões, nomeadamente, de quebrar importantes estatutos maçónicos:

Screen Shot 2016-09-19 at 16.36.17 (2).png

Fonte: Separação do Ritual de Memphis Misraim e da Grande Loja Simbólica de Portugal

O maçom João Pedro Rangel Costa Martins saiu vitorioso da disputa com os líderes do Ritual de Memphis-Misraim, preservando o importante reconhecimento da mais influente loja maçónica a nível mundial, o Grande Oriente de França, estabelecendo assim a Loja Simbólica de Portugal como uma força legítima no mundo maçónico a nível nacional e internacional.

Pedro Rangel.jpg
João Pedro Rangel Costa Martins, Grão-Mestre da Loja Simbólica de Portugal

Autor: João Silva Jordão

Advertisements

20 thoughts on “Maçonaria Francesa Reconhece Nova Obediência Maçónica Portuguesa

  1. A.Santos says:

    Então se conclui que o GODF (Grande Oriente de França) reconhece como livre e de bons costumes quem tendo feito um juramento o trai??? então é o GODF que tem um problema!

    1. José Damiao says:

      Afinal está aí um péssimo artigo. Mal escrito, com muitas inverdades e erros técnicos básicos. Certamente escrito pelo próprio João Pedro Rangel Martins

  2. Joaquim Ferreira says:

    Até a casa das aranhas é enganada com as mentiras deste usurpador de cargo de grão mestre João Pedro Rangel, basta ler as revistas Sábado e ver que este senhor se intitula grão mestre desde junho 2012 e usurpa o cargo. Assina um tratado com o GOF que nem tem data, nem a morada da Grande Loja Simbolica de Portugal mas sim o endereço do seu pai. Não sendoPedro Rangel o grão mestre legitimo, mas assinando o tratado de amizade e sendo reconhecido como diz no texto, sublinhe-se que não existe prova documental emitida pelo GOF em anexo que ateste esta versão, depreendemos que o Sr. Pedro Rangel continua a fazer o que melhor sabe, ou seja mentir para se perpetuar no cargo de grão mestre desde 2009. Em maçonaria séria, sendo o Sr. Pedro Rangel legitimo grão mestre, já expirou em muito o seu tempo de mandato (maximo 3 anos), estamos em 2016 e continua grão mestre? de 2009 a 2016 façam as contas; e agora como senão bastasse cria outra Grande Loja e coloca lá, alegadamente a sua namorada, ou companheira Isabel Viana também com o apoio do GOF??? se é verdade, faculte os documentos emitidos pelo GOF que comprovem esta versão, infantil de resposta em que a mentira é denominador comum de todos os parágrafos.

    1. Joao Falcão says:

      Caro Sr. Joaquim Ferreira,
      no seu discurso repleto de sentimento e ira: “mentira…(…) namorada(…) infantil(…)revista Sabado(…) etc…”
      só me vislumbra na penumbra da noite, alguns artífices que outrora se cruzaram no meu caminho…
      Um era gigolô e galgava no seu corcel branco as estradas de Lisboa…O outro sonhava com o colar de “”Presidente do C. Nacional”, mas o cinza da Invicta pouco o inspirou…nos seus trabalhos maçônicos ficou-se pelo plágio gratuito.
      Diga-me Sr, acertei na personalidade ?!
      Aquele Abraço Fraternal

      1. José Damiao says:

        Afinal está aí um péssimo artigo. Mal escrito, com muitas inverdades e erros técnicos básicos. Certamente escrito pelo próprio João Pedro Rangel Martins

      2. Joaquim Ferreira says:

        Sr. João Falcão, ou devo dizer Sr. João Pedro Rangel Costa Martins,

        Antes de corcel branco, do que num Ferrari a cair de maduro com a assist~encia paga pela “fraternidade” dos “otários” que a financiam a si e aos seus jantares em restaurantes de hoteis de 5 estrelas e deslocações ao estrangeiro em nome da Grande Loja com o mote “um por todos e todos pagam por um”!
        Quem o não conheça que o compre! Infelizmente muitos incautos ainda passarão pelas suas Grande Lojas (Grande Loja Simbólica de Portugal e a da sua namorada a Grande Loja Simbólica da Lusitânia) pois recruta intensamente na página do site Maçonaria Portugal que administra, e faz-se passar por representante legitimo da Maçonaria Portuguesa e assim ludibria pessoas que a contactam para ingresso na Maçonaria.
        Inicia massivamente e com valores proibitivos muito acima dos valores médios praticados nas outras instituições maçónicas sob a falsa pertença a uma elite exclusiva.
        Este senhor serve-se da Maçonaria a que preside indefinidamente como Grão Mestre, Presidente do Conselho Nacional e agora Presidente do Conselho da Ordem e que quer perpetuar durante muito mais tempo, para viver às custas da mesma.
        Gígolos, plageadores, vigaristas, usurpadores e outros falsários e otários parece ser o que esta organização para-maçónica consegue juntar.
        Atenção aos incautos que desejam ingressar na Maçonaria, esta Grande Loja Simbólica de Portugal e a Grande Loja Simbólica da Lusitania são pertença deste Sr. João Pedro Rangel Costa Martins que se serve da mesma a título pessoal e manipula todos os seus “irmaos” para esse fim.

        Tenha vergonha e saia da maçonaria!

  3. Rui Silva says:

    Tudo o que e aqui escrito eu sei algumas coisas sao fatos.
    Mas e triste vir para fora falar de assuntos desnecessarios. Que devem ser falados noutros sitios.
    Rui silva – Ani MM

  4. Sebastiao Melo says:

    A verdade é, que enquanto uns trabalham (trabalhavam) pela ordem de Memphis Misraim, outros faziam vidas de Lordes, a viver às contas da Ordem, essa é a grande revelação. A única coisa que a esse senhor lhe interessa é um salário de 5k por mês para representar a Ordem, seja ela qual for. Andava a oferecer as manas da via mista, como carnes para nós II do GOL. e a dizer que se deitava na cama com muitas manas.
    Criem vergonha na cara e expulsem esse falsário e todos os que gravitam à sua volta, coitados dos II que lá andam a ser enganados. Restam apenas os outros que fazem parte desse complô, que de justo e perfeito nada tem, para além da vigarice.
    Disse MM Sebastião Melo

  5. José Damiao says:

    Para quem ainda tem duvidas, perguntem ao Sr. Pedro quantos Mestres fundadores da Loja Phoenix continuam por lá (podem ver os nomes nos documentos da Loja). Se vos disser um numero difetente de 1 (ele mesmo) esta-vos a mentir!!!

    Dá que pensar!!!

  6. Joaquim Ferreira says:

    Sr. João Falcão, ou devo dizer Sr. João Pedro Rangel Costa Martins,

    Antes de corcel branco, do que num Ferrari a cair de maduro com a assist~encia paga pela “fraternidade” dos “otários” que a financiam a si e aos seus jantares em restaurantes de hoteis de 5 estrelas e deslocações ao estrangeiro em nome da Grande Loja com o mote “um por todos e todos pagam por um”!
    Quem o não conheça que o compre! Infelizmente muitos incautos ainda passarão pelas suas Grande Lojas (Grande Loja Simbólica de Portugal e a da sua namorada a Grande Loja Simbólica da Lusitânia) pois recruta intensamente na página do site Maçonaria Portugal que administra, e faz-se passar por representante legitimo da Maçonaria Portuguesa e assim ludibria pessoas que a contactam para ingresso na Maçonaria.
    Inicia massivamente e com valores proibitivos muito acima dos valores médios praticados nas outras instituições maçónicas sob a falsa pertença a uma elite exclusiva.
    Este senhor serve-se da Maçonaria a que preside indefinidamente como Grão Mestre, Presidente do Conselho Nacional e agora Presidente do Conselho da Ordem e que quer perpetuar durante muito mais tempo, para viver às custas da mesma.
    Gígolos, plageadores, vigaristas, usurpadores e outros falsários e otários parece ser o que esta organização para-maçónica consegue juntar.
    Atenção aos incautos que desejam ingressar na Maçonaria, esta Grande Loja Simbólica de Portugal e a Grande Loja Simbólica da Lusitania são pertença deste Sr. João Pedro Rangel Costa Martins que se serve da mesma a título pessoal e manipula todos os seus “irmaos” para esse fim!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s