Kony 2012 – Mentiras, Propaganda e a Legitimação de Mais Guerra

A geração maioritariamente apolítica e sem ideologia que é a juventude moderna aclama por novas formas de pensar, novas identidades, novas guerras para lutar. É neste contexto que se insere o filme Kony 2012, um perfeito exemplo das campanhas de propaganda que utilizam as redes sociais para avançar os interesses das elites políticas e militares.

Sob o pretexto de ‘lutar contra a guerra’, este filme de 30 minutos visa fazer com que Joseph Kony, um violento líder de um exercito rebelde do Uganda sem ideologia aparente, fique famoso. Mais ainda, visa angariar fundos para financiar 100 membros de forças especiais Americanas estacionadas no Uganda. Mas quem acaba de ver o filme só se aperceberá do primeiro objectivo- fazer com que Kony fique famoso. Porque no meio de tanta manipulação emocional reside muito pouca informação factual e muita desinformação, a qual camufla o verdadeiro objectivo do filme e as implicações da sua campanha. Sobretudo, este filme esconde as suas verdadeiras afiliações politicas com um festival de facilitismo emocional infantil que omite muita informação, informação a qual, se considerada calmamente, faria com que qualquer espectador se apercebesse rapidamente da verdadeira natureza deste filme- é propaganda que exige mais uma intervenção militar dos Estados Unidos da América no hemisfério Sul. Em vez de realmente propor maneiras de parar com o conflito armado em questão, Kony 2012 irá somente fomentar mais guerra e mais sofrimento.

Fundadores do grupo Invisible Children com rebeldes Sudaneses eles próprios acusados de graves crimes de guerra contra civis, com o realizador do filme Kony 2012 à direita

Durante o filme, o realizador Jason Russel explica ao seu filho que Joseph Kony é um homem mau que rapta crianças e mata civis na sua guerra pessoal sem fim, e que ele próprio, o realizador, é o bom da história que quer parar Kony custe o que custar. O jovem rapaz conclui rapidamente que Kony tem que ser parado, como o fazem os espectadores do filme. O que Jason não explica ao filho é que ele e a sua organização, Invisible Children, utiliza as suas receitas (provenientes de doações como as angariadas através do filme Kony 2012) para apoiar financeiramente  o exercito da Uganda (eles próprios acusados de violar e matar civis na Uganda, liderados pelo criminoso de guerra Museveni) e forças rebeldes do Sudão (exercito igualmente brutal e criminoso, também eles fazendo recurso ao rapto de crianças para integrar no seu exercito) pois utiliza estes como veiculo para os seus fundos que só depois chegam às crianças que dizem ajudar. Estas ligações são claro omitidas pelo filme Kony 2012 pois o grande instrumento emocional que utiliza é precisamente a condenação do abuso de crianças, sendo que divulgar o facto que o grupo Invisible Children financia exércitos que fazem o mesmo seria no mínimo comprometedor.

Soldados crianças das forças rebeldes do Sudão (Sudan People’s Liberation Army), organização apoiada pelo grupo Invisible Chilren, esperam por comida num campo de refugiados

E a maneira simplista e arrogante com que a história é contada ao filho do realizador durante o filme resume o tom do próprio Kony 2012 para com o público. Kony é mau, muito mau, e tem que ser parado. Para este efeito, o filme cria a ilusão de ser independente, sendo simplesmente um movimento de jovens cheios de boas intenções que solicitam a participação de todos para fazer com que o criminoso de guerra Kony seja preso e levado à justiça. Mas longe de ser independente, dá a voz a Luis Moreno Ocampo, procurador do Tribunal Internacional do Crime (International Crime Court), um dos instrumentos propagandistas mais eficientes na guerra fraudulenta e imperialista contra o ditator Líbio Muammar Ghaddafi, proferindo, entre outras mentiras, que este tinha atacado os cidadãos Líbios com aviões caça, acusação a qual nunca foi apoiada com provas. Este mesmo Ocampo rejeitou no passado condenar o Presidente da Uganda, Museveni, por crimes de guerra.

Um dos momentos de climax do filme é quando o realizador anuncia que Obama prestou-se, em Outubro de 2011, a mandar 100 membros de forças especiais Americanas para a Uganda, que o filme chama de ‘conselheiros’, noticia a qual é recebida com festejos e grande emoção pela parte dos jovens que o acompanham, como se uma intervenção militar Americana fosse equivalente a maior paz e sossego, quando na realidade cada intervenção Americana só tem no passado recente aumentado as dificuldade dos países invadidos, como o demonstra a desastrosa invasão do Afeganistão, e a invasão do Iraque (fomentada através da invenção de armas nucleares não-existentes), a qual já resultou em mais de 100,000 mortos.

O Criminoso de Guerra Ugandês, lider do Exercito de Resistência do Senhor (Lord’s Liberation Army, ou LRA) Joseph Kony

E existem muitos factos importantes que o filme omite.

Primeiro, Joseph Kony, longe de ser uma personagem desconhecida e ignorada pelo Ocidente, já foi alvo de cinco tentativas de assassínio pelos Estados Unidos da America, sendo que cada uma destas tentativas só aumentou a violência e o numero de mortes na Uganda.

Segundo, Kony já não se encontra na Uganda (facto que o próprio filme admite) sendo que o país tem conhecido a paz nos últimos 6 anos, sendo que a angariação receitas para as forças especiais dos Estados Unidos da América estacionadas no Uganda nada tem a ver com Kony, sendo sim mais uma campanha de neocolonialismo Americano na Africa.

Terceiro, muitos Ugandeses detestam a organização Invisible Chilren por esta apoiar o exercito da Uganda e por terem a sensação que eles estão lá somente para lucrarem financeiramente do seu povo e país.

Quarto, este filme continua a denegrir a imagem do povo Africano, que no simples mundo do Kony 2012 são incapazes de resolver os seus próprios problemas, sendo que estes só podem ser resolvidos com mais intervenções militares dos países Ocidentais.

Quinto, a Invisible Children gasta a maioria do seu dinheiro em ações de propaganda e marketing, e menos de metade em ações de caridade, tendo sido atribuído um rating de somente 2 estrelas pelo Charity Navigator em transparência e ‘accountability‘ pelo facto das suas contas nunca terem sido inspeccionadas por agentes independentes.

Sexto, o filme esquece-se de denunciar Museveni, ditador também ele brutal e assassino da Uganda, precisamente pelo facto da organização Invisible Children ser apoiada e apoiar o governo da Uganda.

Sétimo, a Uganda descobriu uma quantidade equivalente a 2 mil milhões de barris de petróleo há quatro anos, razão que de certeza estará por detrás do interesse acrescido dos Estados Unidos da America no país.

O mais preocupante é que muitos poucos dos espectadores do Kony 2012 se apercebem que o objectivo do filme é legitimar e angariar receitas para mais uma invasão Americana, que neste momento tem bases militares em pelo menos 150 países no mundo inteiro, tendo operações militares ativas no Iraque, Afeganistão, Iémen, Líbia, Paquistão, entre outros. A carga emocional do filme é tal que solicita ao espectador uma resposta visceral e irracional, sem que este tenham sequer a vontade de pesquisar melhor o conflito para apurar os factos e descartar o sensacionalismo.

O filme Kony 2012 está repleto de mentiras, simplificações, e muita omissão de informação. Numa época onde o facilitismo invade todas as áreas de vida moderna, é preciso com que a analise do mundo não seja ele também vitima de processos que distorcem a verdade, manipulam emocionalmente as pessoas, e acima de tudo, estupidificam a população e relegam o ativismo político a moda e seguidismo. Porém, ver o filme Kony 2012 é quase obrigatório pois se trata de um trabalho de propaganda simplesmente brilhante que ilustra de maneira assustadora o futuro dos média, demonstrando (aos espectadores com capacidade de analise critica) como são utilizados para manipular as boas intenções do público com o fim de legitimar as intenções das elites militares e políticas.

E há uma mensagem que o filme deixa claro, e com toda a razão:  o mundo precisa de mais paz. Porém, para que haja mais paz, a ultima coisa de que precisamos é de ver os Estados Unidos da America a invadir ainda mais países sob o pretexto de os ajudar. As guerras humanitárias nunca poderão ser humanitárias, pela simples razão que levarão sempre inevitavelmente a mais guerra

João Silva Jordão

About these ads

156 responses to “Kony 2012 – Mentiras, Propaganda e a Legitimação de Mais Guerra

  1. O seu extenso artigo mais me parece uma tradução de algo que você leu em inglês, e me faz duvidar seriamente se se deu ao trabalho de consultar sobre aquilo que escreve.

    Curioso que você acusa as pessoas de serem crédulas, ingénuas, que se deixam levar pela emocionalidade com que o documentário foi produzido, mas esse mesmo argumento pode ser utilizado como o seu artigo.

    A certeza com que você afirma todos os factos, a convicção com que você condena, e a emocionalidade com que você escreve também com certeza convencerão muitos.

    Comecemos pelo resultado no Charity Navigator, que você apresenta como sendo duas estrelas mas na verdade são 3, com a percentagem de 51.65. Importante salientar, que entre as 4 mais cotadas esta uma com também 3 estrelas e com valor de 58.36.

    Os objectivos da Invisible Childre e áreas de actuação da organização são conforme no seu website indicam:

    “promote peace and prosperity in post-conflict regions and protect communities currently affected by LRA violence.”
    Through

    “developed initiatives that address the need for quality education, mentorships, the redevelopment of schools, and financial stability. In areas where the LRA is still active, we focus on civilian protection and rehabilitation.
    Our work in the United States focuses on advocacy and inspiring America’s youth to “do more than just watch.”

    E se identificam como : We are storytellers, activists and everyday people who use the power of media to inspire young people to help end the longest running armed conflict in Africa. We make documentaries, tour them around the world, and lobby our nation’s leaders to make ending this conflict a priority.
    But we don’t stop there. Our development professionals from Central Africa partner with local communities to implement and maintain education programs and economic initiatives in the war affected region. Recovering communities require stability when it comes to education and economic initiatives, but the ever-changing conflict demands innovative solutions and quick mobilization. Our initiatiatives attempt to meet the region’s need for both stability and flexibility.

    Não vejo em lugar nenhum descrito que tem a pretensão de acabar como o regime do Uganda, ou o que os militares do Uganda fazem. A Cruz Vermelha e muitas organizações actuam em vários países do mundo com determinado objectivo de ajudar certos grupos de pessoas independentemente dos regimes a que estão sujeitas, e terem de cooperar com esses regimes de modo a que a sua acção e ajuda tenha efeito.

    E eles gastam dinheiro em filmes, e consciencializao porque esse e’ um dos intuitos da organização. Duh!

    Mais, os relatórios financeiros da instituição em questão são públicos e em nenhum lugar e’ descrito que financia quer o exercito do Uganda quer os soldados americanos enviados para la.

    Alem disso a instituição e’ alvo de uma auditoria anual independente, que pode ler, se se quiser dar ao trabalho:

    http://c2052482.r82.cf0.rackcdn.com/images/737/original/FY11-Audited%20Financial%20Statements.pdf?1320205055

    Nunca a intuição apelou a guerra, pelo contrario, nem nunca pediram que Kony fosse morto, mas sim responsabilizado pelos seus actos.

    Em relação ao porque estão no Uganda quando Kony não mais la esta:

    RE: WHY WORK WITH THE UPDF IF THE LRA IS NO LONGER IN NORTHERN UGANDA
    The LRA left northern Uganda in 2006. The LRA is currently active in Democratic Republic of Congo, Central African Republic, and South Sudan. Invisible Children’s mission is to stop Joseph Kony and the LRA wherever they are and help rehabilitate LRA-affected communities. The Ugandan government’s army, the UPDF, is more organized and better equipped than that of any of the other affected countries (DRC, South Sudan, CAR) to track down Joseph Kony. Part of the US strategy to stop Kony is to encourage cooperation between the governments and armies of the 4 LRA-affected countries. The LRA was active in Uganda for nearly 20 years, displacing 1.7 million people and abducting at least 30,000 children. The people and government of Uganda have a vested interested in seeing him stopped.

    Obvio que tem que coordenar as suas intenções com o exercito do Uganda e os soldados americanos, e obvio que tem que lidar com o contexto social politico e militar tanto do Uganda como dos EUA. Não podem fugir do contexto em que estão inseridos, e tantos dos interesses obscuros de cada um dos governos.

    Infantil parece-me sim o seu discurso, e’ obvio que um tem que lidar de acordo com o meio onde esta inserido, quando pretende agir.

    E sim os EUA tem interesses não descritos publicamente com a invasão de todos esses países que descreveu, muitos desses interesses alem das fronteiras da imaginação do comum dos mortais, mas ai você ja vem misturar macas com laranjas, para puxar a brasa a sua sardinha e rebaixar o trabalho da organização. Infelizmente o nível de humanidade daqueles que estão no poder ainda e’ muito baixo, e não costumam dar nada sem receber algo em troca…. novidade.

    O cerne da questão, e que acho que você totalmente “missed the point” foi perceber o impacto e a movimentação que se gerou. E conseguiram o que queriam, por Kony na boca do mundo.

    “A geração maioritariamente apolítica e sem ideologia que é a juventude moderna aclama por novas formas de pensar, novas identidades novas guerras para lutar”

    Este comentário introdutório diz mais sobre quem você e’ do que aqueles que quer descrever.

    Sentado no banco de jardim do Restelo, critica como se fosse dono de uma pseudo consciência superior, como se fosse da geração de ouro, fantasiando que quando era novo os preços eram justos, os políticos nobres, e os mais novos respeitavam os mais velhos.

    Ao menos você ainda se deu ao trabalho de escrever isto… no entanto, nada de novo, o que e’ típico da sua geracao: não fazem “a ponta de um …” e ficam no café dizendo mal de tudo e mais alguma coisa, sem nunca apresentarem resoluções, algo construtivo.

    Se você encontra algo que discorda, pelo menos faca uma critica construtiva e apresente uma alternativa e traga luz.

    Aparentemente somos apolíticos e sem ideologia, apenas porque desde muito novos, intuitivamente, vos tiramos a folha num instante, e não estamos interessados em participar no sistema, e muito menos participar como vocês o fazem, dizendo mal de tudo so para deitar abaixo sem apresentar nada de alternativo.

    Sim somos maioritariamente inactivos no que respeita a não participação do sistema instituído, e e’ esta não participação que trará o sistema abaixo. E os que participam, participam de forma subtil, infiltrando o sistema e trazendo-o abaixo com o tempo. Por isso existem tantas “tribos” desde os anos 50 e assim continuara durante uns 100 anos mais ate que o novo paradigma esteja consolidado. Essa tribos são por exemplo os nerds, os punks, os hippies, os gays, os pomosexuais, os new age, os occupy e agora os invisible children. Disseminados na sociedade, todos estes grupos, trazem em áreas diferentes, uma queda do sistema e que estão pavimentando como o futuro será:

    Uma sociedade onde um contribui criativamente através da vontade e não do medo, ou da culpa, obrigação, ou vitimização – agressor tal como esta cimentada esta sociedade. Somos uma geração que esta’ a permitir a aceitação dos outros pela sua humanidade, e focamo-nos cada vez menos nas diferenças que nos separam…

    O futuro não e’ garantido, por isso queremos e’ viver o presente e felizes… Se isso significa jogar playsation o dia todo assim será.

    Nos relacionamos de outra forma, quando queremos estamos online, quando não queremos desconectamos e somos cada vez menos sujeitos ‘a programação a que vocês insistem nos aprisionar: “preocupa-te com o futuro, sofre, angustia-te, culpa-te, vitimiza-te, procura um salvador”

    Quando queremos nos movemos, e’ isso que o vídeo representa e que lhe passou totalmente ao lado…. E’ isso que o occupy, o Anonymous representao. Nos movemos quando sentimos, quando vibramos em ressonância com a causa. De resto a inacção, e’ a nossa maior arma.

    Estamos aqui não para construir a sociedade do futuro, estamos aqui para facilitar com que esta caia. E esta esta’ a cair em todos os campos.

    Você realmente poderia ter escrito algo importante, ao cuidado a ter, ao não ser crédulo e perguntar, questionar; porque tem assim que políticos, religiosos nos tem controlado: assumem-se como salvadores e detentores da verdade, e através do medo e da culpa e vitimização tem controlado nos últimos 2 milénios.

    So que nos somos tão desinteressados, que ate nem interesse pelo medo temos, e muito menos interesse temos em manter os pseudo-valores morais, os conceitos, as crenças, que vos tem movido.

    E vocês não conseguem encontrar a solucao porque vibram na mesma vibração que os problemas. So dizem mal….

    Pois aqui fica a dica da minha geração, foque-se naquilo que lhe deixa feliz… quando mais focado esta nisso, mais feliz estará, quanto mais feliz estiver tudo a sua volta reflectira essa felicidade. Com a infelicidade e os problemas, lide quando tiver que lidar, mas foque-se sempre no que lhe deixa feliz, porque nesse estado de vibração, de espirito sera mais util, e conseguira encontrar soluções mais facilmente. Da mesma forma quanto mais focado estiver no negativo, mais o amplificara, e mais depressivo será. Saia da caixa, procure as soluções a um outro nível dos problemas. Participe construindo.

    E apesar de ser necessário exprimir a sua raiva e descontentamento, lembre-se que julgar e’ fácil…. Cada um tem os seus motivos, e no seu contexto individual faz aquilo que pensa que e’ melhor (tal como acredito que você tinha a melhor intenção com o texto que escreveu, porque tenho a certeza que essa e’ a sua verdade). Lembre-se que verdade e’ dependente do observador, condicional a um determinado espaço-tempo.

    E que sim, e’ necessário com que um assuma a responsabilidade pelos seus actos, mas depois tenha compaixão e perceba que Kony, faz aquilo que na sua realidade ele acha certo. Que ele tem um pai, uma mae. E que o papel dele e’ importante e fundamental para percebermos aquilo que não queremos, e que ele e’ um reflexo de nos mesmos a vários níveis… O seu por exemplo ao chacinar com o seu artigo a organização invisible children ou a nos a “geração otaria”.

    Sem ele, e aqueles que consideramos agressores não teríamos o reflexo das nossas próprias acções, porque para muitos também somos agressores.

    Este e’ o novo paradigma, esta consciencialização, esta nova forma de estar que será introduzida. Que todos somos uma expressão de todos, e o que fazemos afecta a todos, e o novo homem, que vivera de acordo como seu total potencial se manifestara….

    Ainda temos um longo caminho pela frente…. Nos, sim estamos perdidos, nao pertencemos, estamos aqui so para paraticipar na queda so sistema para que outros possam institucionalizar o novo paradigma… e nao ha nada mal estar perdido, sem saber onde ir ou que fazer…. e’ apenas uma experiência; so nos fara melhor ou pior pessoas de acordar com o indivíduo que nos esteja a julgar e as suas crenças e conceitos subjectivos.

    Portanto a melhor coisa a fazer, e’ chill out, no stress, be happy, enjoy the ride, deixar o sistema cair, enquanto jogamos WOW.

    Whatever!

    PS

    • Não é uma reprodução de nenhum texto em particular, aliás não há nenhum site so qual eu tenha extraido informação sem que tenha posto um link no próprio artigo. De resto, é preciso lembrar, e isto em resposta ao seu ultimo comentário sarcástico, que é realmente melhor não fazer nada do que apoiar os EUA e mais uma guerra imperialista. É melhor pensar e investigar antes de ser levado por sensacionalismos propagandistas, o que o filme Kony 2012 claramente é. É só preciso ver a natureza da organização, o apoio que têm, seja de celebridades como do Ocampo, e do Obama, para ver quem são e para quem trabalham. Eu não jogo WOW, não tenho tempo para isso.

      • Aonde é que está a invasão do Uganda no filme? devo ter visto outro então. Os EUA são maus!!! lol! é como em portugal so que bastante maior (à mais maus e mais bons se não percebeu logo).
        Ridiculo e comentar videos com paranoias do dominio americano e de que eles querem conquistar o mundo. Fica aqui o legendado, e melhor ver outra vez. http://www.youtube.com/watch?v=LE_DgntYbpw

      • Não reparou que o climax do filme é quando o Obama decide mandar 100 ‘conselheiros’ (forças especiais) para a Uganda? Não reparou que um dos argumentos para fazer com que o Kony fique famoso é porque senão o Obama os vai retirar? Não reparou que os EUA invadem cada vez mais países? Que têm bases em 150 países?

      • O climax do filme é o Obama a enviar conselheiros o ano passado (o objectivo é que não sejam retirados)?
        Você que está tão bem informado diga-me lá quantas invasões internacionais foram iniciadas desde que o Obama tomou posse?

        A conclusão a que cheguei é que à 2 tipos de reacção ao filme … as pessoas que se emocionam e querem ajudar e os velhos do restelo.

        A maneira como e quem ajudam devem informar-se e fazer as suas escolhas, mas não esperem que os Invisible Children sejam o novo imaculado salvador do mundo.

        Achei o video estupendo após ver varias pessoas comovidas e a quererem ajudar, a quererem fazer um mundo melhor e é essa a grande jóia deste filme.

        Velhos do restelo a queixarem-se de tudo o que aparecer … pode ser que alguem se lembre de fazer um video ainda mais eficaz que este para resolver a situação!

      • wolf354 é importante capturar um criminoso, sem dúvida, mas devemos refletir se ao aderirmos a esta causa que foi levantada da maneira como foi pela Invisible Children não estamos a ajudar outros a levarem os seus sujos objectivos políticos avante. Questionar não é ser “velho do restelo”, questionar é importante, uma vez que vivemos num mundo no qual a media consegue manipular pessoas das formas mais incríveis.

      • Então se não apoiarmos as instituições humanitárias ou outras que tentam reduzir o assassinato de crianças, que não pediram para nascer, vamos dar apoio a quem? Aos Koni’s e a tantos outros do género?

      • Eu sei que a wikipedia não é a melhor fonte, mas se pesquisar vai ver que o seguinte texto, sobre o começo da guerra do Vietnam, é verídico:

        “Kennedy advisers Maxwell Taylor and Walt Rostow recommended that U.S. troops be sent to South Vietnam disguised as flood relief workers. Kennedy rejected the idea but increased military assistance yet again. In April 1962, John Kenneth Galbraith warned Kennedy of the “danger we shall replace the French as a colonial force in the area and bleed as the French did.”[110] By 1963, there were 16,000 American military personnel in South Vietnam, up from Eisenhower’s 900 advisors.”

        Portanto, aqui está um precedente histórico onde uma invasão sangrenta começou com 900 ‘advisors’ (exactamente como denominam os 100 soldados no Uganda no presente). Tire as suas próprias conclusões.

        Cumprimentos, João

      • És tão mal informado… LOOOOL
        Adoro quando as pessoas falam sem saber o que dizem com fundamentos ridículos! Tenho a sorte de conhecer por dentro a ONG I.C e o que dizes não tem fundamento… Ainda te digo mais, eu próprio avisei os quando fizeram o filme: vão ter muitos inimigos. Fazer política é muito complicado… Mas apesar de tudo a missão foi concretizada… Relativamente ao petróleo não uses apenas a ferramenta google para fazer as tuas pesquisas infundadas! Se os USA como dizes saqueassem o petróleo de Uganda, tinham graves problemas diplomáticos com os UK… E já agora Uganda tem Cobalto achas que eles estariam preocupados com o petróleo?! O petróleo alimenta correctores não países… Melhores cumprimentos

      • Interessante, mas lembra-te que a invasão do Iraque também, seguindo esse raciocínio, teria sido impossível visto que traria graves problemas diplomáticos com a França, e portanto aconteceu… Vou-me tentar informar sobre o cobalto, mas pareces querer dizer que o petróleo já não serve de motivação para invadir, o que não é totalmente verdade. E depois traz sempre benefícios, como poder criar um banco central (como fizeram os ‘rebeldes’ Líbios 6 semanas depois de começar a revolta contra o Ghaddafi.

        Cumprimentos, João

    • Muito bom. Muito obrigado por este texto que realmente vale apena comer. Ao contrário do autor do texto desta publicaçao que pensa que é muito inteligente e que não come tudo o que aparece na internet, mas a verdade é que come muito mais que o normal. Porque cuspiu o vídeo e comeu tudo o que fosse contra o vídeo. Não concordo com o seu final, “no stress, be happy… deixar o sistema cair, enquanto jogamos WOW”. Desiludiu-me aí, mas vou assumir que foi uma tentativa de ser cómico após um texto muito bom. Mas cuidado com isso porque para muitos depois tira-lhe a credibilidade e é pena porque você tem mesmo o dom da palavra e inteligencia que deve ser ouvida.

    • Sou Consultor de Desenvolvimento e Cooperaçao em Africa neste momento e fui Coordenador Geral e Director de Voluntariado de Varias ONGs em Africa.
      Antes do mais quero alertar para o facto de estar a escrever num teclado ingles logo toda esta missiva sera feita sem acentos .
      Posto isto, quero dar os parabens ao autor da peça acima, quer pelo seu rigor, quer pela forma descomplexada como assumiu ser de contra corrente, num momento que toda a gente parece estar hipnotizada com o recente logro chamado de Kony 2012.
      Numa frase … Nenhuma ONG, alguma vez incitou, pactuou ou promoveu intervençoes armadas fosse em que territorio fosse, nem para salvar crianças.
      Esta nos vedada quer qualquer acçao de propaganda politica ou belica pelo proprio conceito subjacente a missao de uma ONG.
      Sinto me chocado enquanto agente de Cooperaçao e Desenvolvimento que o trabalho de incontaveis boas pessoas que se encontram espalhadas pelo mundo inteiro a tentar minorar os efeitos da guerra doenças e catastrofes , seja manchado num filme holywoodesco completamente mainstream e apelativo a uma intervençao armada por parte de uma potencia estrangeira num territorio soberano.
      A mesma ONG e uma INC ( incorporated ) logo uma empresa, so por muito descuido ou ignorancia, se pode confundir o papel de uma ONG, com este tipo de propanganda, ao serviço de interesses economicos, cujo objectivo nao e mais do que delapidar o povo do Uganda dos seus recursos, num acto pirata e completamente premeditado , cujo inicio do seu desenrolar se iniciou em Outubro de 2011 com a chegada dos Conselheiros Militares Americanos aquele territorio.
      Nao tardaremos todos a ficar a saber, quao macabra se revelara esta operaçao, e qual o impacto social, ecologico e economico, naquele pais.
      Terao todos os que ajudaram, ajudam, e ajudarao a espalhar esta joia da propaganda expansionista americana, nas suas maos a sujidade para qual deram o seu contributo enquanto indutores da promoçao de uma maquina trituradora sem respeito pela vida e felicidades humanas.
      Um bom dai para todos,
      Luis Rocha

      • Agora que falou nisso fiquei com medo impacto ecologico que a operação Kony possa ter … devia estar distraído :P

      • E voce e no minimo ignorante , para nao perceber as catastrofes ecologicas a volta das exploraçoes petroliferas aqui em Africa, estao milhares de pessoas a morrer pela contaminaçao dos lençois freaticos, zonas que anteriormente eram zonas agricolas ricas , estao agora desertas e a fome espalha se sempre que um novo poço de petroleo e aberto. E so por pura parvoice e que de animo leve voce pensa que a operaçao Kony nao e uma promoçao e legitimaçao do roubo dos recursos naturais Ugandeses…
        Sao pessoas patetas e armadas em espertas que papam tudo o que aparece no youtube , como voce,que permitem que este tipo de calamidades continuem a acontecer no mundo …. e de ovelhas seguidistas que este sistema se alimenta.

        E eu ao contrario de si assino as minhas declaraçoes com o meu nome porque nao tenho nada a esconder e nao preciso de um nickname para me esconder por detras …
        Eu sou consultor de desenvolvimento com provas dadas e cuja vida nos ultimos anos foi feita ao serviço dos mais desfavorecidos e dos que menos tem … e voce o que e que ja fez pelo seu semelhante sem ser dizer parvoices e ignorancias ????

        …. tadinho !!!

    • Mais uma vez os EUA conseguiram o que queriam: incentivar americanos a entrarem no exército e uma desculpa pra poderem controlar o país com tropas. Isso trará apenas guerras e mais guerras, sem contar com o domínio norte-americano sobre o mundo inteiro. Já passou da hora de mudar esse sistema monetário nojento que faz os donos do mundo quererem controlar TUDO! Nós somos 99% da populaçao mundial. Nós demos tudo o que o 1% da população queria e agora eles estão poderosos demais para conseguirmos mudar o mundo rapidamente.
      HORA DE AGIR! TEMOS QUE BOICOTAR INSTITUIÇÕES MULTINACIONAIS. PAREMOS DE CONSUMIR O QUE NÃO NOS É NECESSÁRIO. PAREMOS DE CONSUMIR EXAGERADAMENTE.
      PAREMOS DE COMER NO MC DONALDS, BURGER KING, ETC.
      PAREMOS DE COMPRAR ROUPAS NIKE, ADIDAS, ETC.
      PAREMOS DE BEBER COCA-COLA, PEPSI, ETC.
      ALÉM DISSO TUDO ALIMENTAR UMA FALSA FELICIDADE E CRIAR UM SENTIMENTO DE EGOÍSMO, JÁ QUE AS PESSOAS QUEREM TER MAIS RIQUEZAS MATERIAIS QUE AS OUTRAS, TODO ESSE CONSUMISMO FAZ MUITO MAL PARA NOSSA SAUDE E PARA OS RECURSOS DO PLANETA.

      SE NADA ACONTECER, NÓS MORREREMOS OU POR FALTA DE SAUDE OU POR FALTA DE RECURSOS.

      ESTÁ NA HORA DE AGIR! NÓS SOMOS A BASE DA PIRAMIDE, QUE SUSTENTA AS GRANDES INSTITUIÇÕES, QUE POR SUA VEZ SUSTENTAM OS DONOS DOS BANCOS CENTRAIS.

      VAMOS ABRIR OS OLHOS! O MUNDO PODE SER UM LUGAR MUITO AGRADÁVEL DE VIVER, SEM RELAÇÕES DE ESCRAVIDÃO QUE EXISTEM HOJE, QUANDO O POBRE TRABALHA PARA ENRIQUECER O RICO!

      A UNICA MANEIRA DE MUDAR TUDO É MUDANDO O SISTEMA MONETÁRIO, POIS O DINHEIRO CEGA AS PESSOAS, ALÉM DE SER UM ÓTIMO E IMPERCEPTIVEL INSTRUMENTO DE MANIPULAÇÃO E ESCRAVIZAÇÃO!

      • Esse comentario , sem comentarios o melhor .
        Agora para os portugueses que comentaram acima
        Sao as verdadeiras cartas brancas .

    • O seu texto é tão grande. Mas parei de ler no primeiro erro.

      “Charity Navigator, que você apresenta como sendo duas estrelas mas na verdade são 3, com a percentagem de 51.65. Importante salientar, que entre as 4 mais cotadas esta uma com também 3 estrelas e com valor de 58.36.”

      Tem sim 2 estrelas, como refere o artigo “2 estrelas pelo Charity Navigator em transparência e ‘accountability‘ ” como se pode ver no site:

      ” Accountability & Transparency 45.00 ** ”

      Fonte: http://www.charitynavigator.org/index.cfmbay=search.summary&orgid=12429

  2. Se calhar e melhor esperares que saia a versão legendada antes de criticares o filme, pode ser que percebas melhor o que lá está, lol!

    • A comunidade internacional levantou o mandato de captura ao Kony, o que veio confirmar as nossas suspeitas de que o mesmo estara morto.
      Para todos os efeitos ninguem sabe nada sobre Kony desde 2008 , o que vem reforçar a ideia de que este Filme Kony 2012, faz parte da de uma operaçao americana para chegar ao petroleo do Uganda antes da China.
      Espero ter ajudado …

      • Senhor Luís Rocha, li todos os seus comentários, achei-os pertinentes e bastante uteis nesta discussão, mas este comentário era necessário para perceber o porquê deste video. obrigado por não me ter feito estar a perder-me com milhões de explicações para dizer esta pequena frase “Filme Kony 2012, faz parte da de uma operaçao americana para chegar ao petroleo do Uganda antes da China.”

      • Caro Luis, pelo que entendi, o novo movimento para engajar as pessoas no mundo inteiro a tornar o Sr. Kony conhecido, caso este já esteja morto, não resultará em nada. Correto ? O movimento intensiona encontra-lo, caso não seja positivo o resultado, fim. Desta forma, qual o problema de multiplicarmos a informação de que ESTE assassino deve ser encontrado para que seja aplicado a JUSTIÇA ??? Eu participei, comprei o KIT e vou tentar torná-lo famoso sim… Com isto, não estou em momento nenhum valorizando a estadia dos militares americanos por lá.. Sei sim, que alguns casos parecidos aconteceram com os criminosos de guerra alemães, que alguns foram inclusive encontrados em nosso pais, Brasil… Penso sim tambem que eu gostaria que o exercito brasileiro tivesse uma interferencia por lá, da mesma forma que ele o faz, ajudando no HAITI… Se for por isso, devemos sair do HAITI ????

  3. pois… eu devo ser mesmo lerda então, porque cai como uma pata… cheia de emoção e choro perante o filme. e claro que doei mensalmente. fico preocupada pela forma como descrevem as coisas aqui. se tal é, tenho que ver como desistir de doação mensal que fiz – (alguém me sabe ajudar nesse sentido?). e ver essa história muito bem. mas se é mesmo assim, já não podemos acreditar no que lemos! isto é abuso! e eu não sou propriamente uma miudinha…fico estupefacta com tanta manipulação e mau sangue!!! nunca gostei muito dos americanos, mas não tinha sequer parado para pensar nesse pormenor. porra!

    • Acho muito interessante tudo isto, mesmo depois de ver na TV que um certo membro da casa branca declarou este vídeo como viral, e embora a casa branca não apoie este vídeo ele declara a importância do mesmo para fazer uma pessoa ficar de tal forma famosa que não se possa esconder.
      Não vejo o porque de tanta estupefacção? Não se faz o mesmo com terroristas, bandidos perigosos, violadores e raptores para que as pessoas os identifiquem e digam onde estão?
      O objectivo desta organização é levar este senhor a tribunal e ele ser julgado pelos seus crimes, e sim, ninguém sabe dele á cerca de 6 anos, por isso mesmo a campanha para o apanhar.
      Viu também as declarações da criança que viu seu irmão ser morto com uma panga, quando Kony lhe cortou o pescoço?
      Ela conseguiu fugir. foi salva por esta organização, foi graças a esta criança que se começou a campanha e eles ajudaram-na, tiraram-na das mão do regime que você afirma que eles ajudam.
      Investigue melhor, porque aqui só vejo suposições que acabam caindo no ridículo!
      Aliás no site dos mesmos, se investigar, os mesmos informam que ninguém é obrigado a doar e até o kit que se dizia ser só adquirido com venda tem download gratuito, com toda informação sobre Kony, o que realmente se passa, quem é e o que fez, o objectivo do vídeo, etc.
      Se você tivesse ido ao site e visse isso, teria sido muito melhor e não faria estas declarações absurdas.
      Já agora, a organização Invisible Children vive como muitas a base de doações de pessoas e quem queira ajudar mas sem apoio algum do estado americano.
      Antes de denegrir o nome de uma instituição deveria-se investigar com causa mesmo!

      HM

    • lol… va nao faz mal ja todos passamos por isso!!! importante `daki pra frente nao kontinuar a axar k tudo o k brilha è ouro so pk aparexe um film ou pk deu no telejornal…tudo o k è mediatiko tem k ser analizado kom muita kalma ate pk è mesmo essa a funçao da publicidade,jogar kom as suas emoçoes na direçao da kompra! e seja la kual for o produto!!! agora va faxa um esforço p se manter «akordada» visto k ja perçebeu mas nao perka tb dessa forma esses valores k fizeram kom k komtribuixe p esta kausa tais komo a sua kompaixao,solidariedade etc… pk isso sim è o mais importante visto k esta noxa(global)krise, è isso mesmo :uma krise de valores!!!!… ps: e ja me eskexia parabens e bem vinda a realidade!!! rui santos ps2:kuidado tanto kom a informaxao komo kom a kontra informaxao!!!

  4. Não se esqueçam que este ano é ano de eleições nos EUA, quanto querem apostar que uns mesitos antes das eleições um dos candidatos à casa branca aparece a dizer que capturou Kony, pura propaganda eleitoral…

  5. Quando contra factos não há argumentos, fiquei sem perceber o sentido deste longo texto quando se podiam resumir estas “barbaridades” a uma única frase.

    Joseph Kony é uma ameaça real nos países da África Central e necessita de ser travado. E por muito que custe ouvir, ou ler, vidas foram perdidas e não vão parar de o ser enquanto não for parada toda esta calamidade.
    E é claro que ficará alguém pelo caminho.

    Como alguém aqui já disse, penso que perdeu todo o seu argumento e linha de ideias quando se lembrou de falar num tal “imperialismo americano”. Meu caro, toda a gente sabe disso. E então? Já esteve no Uganda? Já tomou por acaso a hipótese de poder ser você a estar lá neste momento a combater/viver/etc?

    Clarifique as suas ideias por favor.

    David da Silva

    • Peço-lhe que procure uma ugandesa que comentou o vídeo, de uma forma muito pura, assim como outros ugandenses que já transmitiram o seu desagrado pelo video e o seu desapoio, pois ele já não faz moça em Uganda. O leite já foi derramado e já está azedo. Eu não me quero prolongar muito, mas e o senhor, já entrou na linha de pensamento e desejo que questiona ao user? Se já porque é que não foi? A verdade é que o petroleo está lá para se explorar, o país está pacificado e de certa forma organizado, ou seja é só por em prática as tácticas usuais. Se os EUA entrassem agora no Uganda sem qualquer razão, atrás do petróleo, iam ser muito provavelmente penalizados e deixavam caminho à China, portanto é mais fácil, criar um problema ainda que, já não seja assim tão problema como já foi, chegar lá matar o provavelmente morto, serem os heróis e tomarem o petróleo como deles.

  6. Resposta a um amigo que publicou no facebook o seu artigo. Achei que seria de bom tom transcrever para cá…Bom, eu não vou voltar, garantidamente. Pois não costumo frequentar “casas” de pessoas com o intestino ligado à boca…mas pode responder via e-mail, se assim pretender:

    «Este artigo está assente em muitas farsas, manipulações de factos por parte de autor, anti-americanismo primário, muito copy-paste, texto absolutamente básico escrito por alguém que tenta “subir na escala” agarrado ao sucesso de outros, uma pitada de dor de cotovelo, obviamente tentando manipular as pessoas de uma forma básica através das “bem amadas” teorias da conspiração/novelas/”casas dos segredos”, é alguém que só vê maldade no Mundo, provavelmente tem falta de amor, tem com certeza falta de sexo,…não acreditem em tudo o que lêem…
    Este primeiro passo para travar Joseph Kony é absolutamente fundamental para tornar o Mundo um lugar melhor! Salvar vidas! Ao contrário do lorpa que escreveu o artigo eu encaro o nosso lindo Planeta como algo uno, ou seja, todos nos devemos ajudar uns aos outros…a teoria do “entre homem e mulher não se mete a colher” já levou a muitos genocídios…
    É de asno não perceber que a principal vitória deste vídeo é abrir os olhos de muita gente para os reais problemas deste nosso pequenino planeta, deixarmos de olhar, nem que seja por momentos, para o nosso umbigo e pensar! A título de exemplo, ontem de noite um amigo veio ter comigo e disse: “os meus valores até agora estavam todos errados, só pensava em mim, no meu dinheiro, nos meus pequenos luxos…ao ver aquele vídeo percebi o que realmente é importante nesta nosso curta passagem pelo planeta…” É esta a força do «Kony2012», é muito redutor e falacioso encara-lo como faz o autor do artigo…por isso digo e repito não acreditem em tudo o que lêem! Conheçam ambos os lados, reflitam e ajam em consonância com os vossos valores, com a marca que pretendem deixar na Terra, porque no fim, no fim é isso que fica…no fundo façam como os autores do vídeo, ajam! Movam o Mundo, se for necessário! Contra tudo e contra todos…porque “as ideias são à prova de bala”!”»

    • Á boa maneira Tuga, desfazem-se argumentos racionais com rebaixamento. Se não se é capaz de se contra-argumentar, então ofende-se e deita-se o outro abaixo…

      • lol…è isso mesmo ate pk o amigo deste »amigo« foi prexiso ver um video à spielberg p peçeber k è um lorde e k afinal a fome existe e k krianças morrem e sao exploradas pelo mundo inteiro p k eles possam andar andar bem montados as mulhers kom diamantes nos dedos ja p nao falar nos iphones nos nike etc… »e ai d kem fale mal dos meus amigos amerikanos k tanto engordam a konta desta vida k me proporxionam ate pk toda a gente sabe k a amerika nao è nada dada a esse tipo de koisas e k por la so se preokupam kom o bem estar e paz mundial…« …agora todos juntos:VAI DORMIR K JA DEU O VITINHO !! palhaxo.

  7. vê-se perfeitamente as suas ideologias políticas que claramente conduzem o seu discurso. Já para não falar do pensamento “abaixo sistema” a todo o custo, apresentando a informação que quer e a meio. Imperialistas, desculpa para causar guerras e afins não são senão fundadas em algumas verdades para construir uma mentira. Se os interesses fossem dos EUA garanto que não tinha enviado 100 militares (de resto por obrigação pressionada) mas milhares…e mais! Kony seria sim famoso. Este é o caso que tenta atingir o mesmo fim (não entendendo guerra) por meios de unidade! E você vem contrariar isto em função da sua ideologia do contra que muito esperava estivesse morta. Não sei o que é pior….se fazer o mal em nome do bem…ou fazer do bem mal. Informe-se para lá da política que lhe lavou o pensamento, e lhe deu um feito desprovendo-o do seu. Vergonha que acuse as pessoas do que o aflige a si.

  8. não há pureza absoluta, portanto deixem- se de utopias, em qualquer situação, irá sempre existir quem tire vantagens e interesses particulares…o que me parece fulcral é pesar os prós e contras desta situação…se efectivamente isto fosse uma manobra de EUA para obter outros beneficios que não a captura de Kony, o que seria melhor?deixar estar como está e ninguém defender as crianças (em quem me centrei no filme todo) ou aceitar que em defesa destas, outros sairão prejudicados?nenhuma vida vale mais do que outra, mas parece-me que a defesa dos direitos humanos vale a pena o risco de defender uma causa que não se sabe bem se é tão clara e limpa assim.

  9. Não vi bem ainda, mas pareceu-me interessante esta resposta ao vídeo que anda a circula. Não gostei desse PS falar da minha geração como aquela que nunca fez nada e se limita a dizer mal. Levei muita porrada e a minha geração fez o 25 de Abril, não se limitou a estar sentada a dizer mal – essa sugestão ofende-me.
    A ideia de ficar a ver correr a situação porque as coisas caiem por si, é uma ideia verdadeiramente peregrina … é assim que se instalam e se mantêm os regimes fascistas, não encontram resistência

    • O argumento do autor em falar de uma geração apolitica e sem ideologia remete a alguns sociologos modernos em especial Bauman que fala sobre o porquê desta geração ter em sua “ideologia” de vitória a conquista individual e não coletiva. A ideologia coletiva a muito tempo esteve adormecida, mas acho que isso vem mudando. Confesso que não acreditei muito neste filme da invible children, prefiro ajudar organizações que conheço perto, como aquelas que ajudam quilombolas ou comunidades indigenas. Sem querer ser chata, mas ninguém se mobiliza tanto pelos indios que vão ser prejudicados com Belo Monte ou as condições sub humanas que vivem milhares de pessoas no centro de S. Paulo em seus cortiços, sem contar as milhares de crianças de rua que existem ou até mesmo aquelas crianças e seus pais que morrem por falta de saneamento no nordeste. Precisa de um video sensacionalista para isso. Não entendo … muita gente se solidariza com a situação de Uganda (não que eu esteja desmerecendo a situação) mas diariamente presenciamos coisas e não fazemos nada. Ou vc acha mesmo que dar apenas um pão ao um mendigo é ajudar? Não precisamos ir tão longe para isso, basta olhar a sua cidade, e podemos conhecer a organização de perto. Mobilização e Participação não se resume a uma doação mas a uma tarefa diária de mudança social, em especial da realidade que está a seu redor. Como mudar aquilo que vc não conhece, visto que aquilo que vc conhece vc não muda?

      • Marília, a ideia central do Video é tornar um “assassino” famoso… Ele utilizou redes sociais e as modernas fabricas da informação… Acho realmente que as novas formas de comunicação estão mudando o processo de participação da sociedade. Um exemplo classico ou ridículo foi a historia da LUIZA, mas se pensarmos sob uma nova ótica, nós mesmos, Eu, Pedro e voce Marilia, não estariamos discutindo isto a poucos anos atras… Assim, temos sim que rever os valores da nova sociedade, que mistura informação com FOME, imperialismo com DOAÇÂO, credibilidade com VISTUALIDADE… Será mentira o que o Video falou sobre os assassinatos do Sr. Kony ? Esta é a questão… Vale a pena torná-lo famoso para que este seja encontrado ??? Este é o X da questão… Nossas condições aquino Brasil são tão comlicadas como as de lá, se fosse só isso, nunca ajudariamos no HAITI… Eu ajudei sim este movimento, mesmo não o achando 100% correto… Mas eu vou tentar sim torná-lo conhecido… Não me custa nada… Caso o temor de que o autor acima acontece (os EUA se utilizar deste argumento para dominar a economia), vou ser um dos primeiros a protestar contra… Só não vou sim é ficar parado e desconfiar de tudo… ASSIM, não FAZEMOS NADA…!!

  10. Gostaria de saber qual a sua agenda, por trás de tanto “anti-americanismo”, não será o facto de ser muçulmano (pergunto) que condiciona a sua análise a este trabalho? Não concordando eu com uma variedade de ideologias americanas, não me parece que este seja mais um caso. Independentemente da agenda que cada um tenha (todos temos uma) não me parece errado que se queira prender um homem que não sendo o único, já causou uma série de atrocidades (bastava uma). Diz-me que outros haverá, lá iremos, um de cada vez.

    • George W. Bush mentiu ao dizer que haviam armas no Iraque, resultado está a vista.

      O parlamento de Israel vota legislação que proíbe o casamento entre judeus e arábes, só para dar um exemplo da postura na questão da Palestina.

      O governo português gasta 5.5 mil milhões na nacionalização do BPN e pessoas morrem porque as ambulâncias do INE fazem o possível para não atenderem muitas chamdas de forma a conter as despesas.

      Será que deve-se enviar a ONU (financiada pelas potências) para prender todos os responsáveis por essas atrocidades? Isso de escolher um mau da fita sazonalmente é muito redutor. Toda a classe dominante tem interesse em manter o status quo de miséria e instabilidade na vida das pessoas.

      Não creio que se trate de anti-americanismo, contudo, os EUA são a principal potência económica-militar actual, não me choca ser o alvo das maiores críticas. Seria como perguntar aos povos dominados pelo império romano se aqueles tinham alguma espécie de “anti-romanismo”, é simplesmente ilógico.

      Saudações

      • A Ambulancia do INE que faz os possiveis para não salvar pessoas deve ser o comentario mais idiota que ja li. Continua que estas no bom caminho ;)

      • Idiota?

        Se você não consegue analisar (ou entender) os factos numa perspectiva macroeconómica o idiota aqui não sou eu…

        Saudações

      • Meu caro Mauro, eu sou economista com preferência até pela macroeconomia e economia Pública e não vejo como é que pode a ambulância do INEM (sim, em Portugal existe é o instituto nacional de emergencia médica (INEM)… INE é o instituto nacional de Estatística que não me parece que tenham ambulâncias) não salvar pessoas ser uma questão de poupança… façamos umas pequenas contas. A senhora Maria teve um ataque de coração os custos com a recuperação dela para o estado são de 10000€ então na sua visão simplista da situação o INEM não lhe vai prestar assistência e poupa 10 mil euros… mas ora que a sr.ª Maria não volta ao trabalho e só a despesa que o estado vai ter com a sua morte (subsidio de funeral e pensões para dependentes e afins) já são 25 mil euros ou seja o estado só aqui já perdeu 15 mil euros… mas depois a Sr.ª Maria deixa também de pagar os seus impostos que pagava todos os meses logo o estado perdeu mais 200€ por mês durante pelo menos mais 10 anos… Onde está a poupança nisto?! Caro Mauro, se a saúde não fosse um bem para o estado a Troika já a tinha mandado fechar… a saúde não é uma brincadeira e não deve usa-la para defender ideologias e propostas…
        Por isto tudo deixe-me dizer-lhe que infelizmente tenho que concordar com o Wolf345, esse seu comentário foi idiota e despropositado… Porque o senhor disse simplesmente que o estado poupa matando pessoas quando todos nós sabemos que os estados não vivem sem as pessoas porque são elas que lhes pagam a sobrevivência… Ah, depois deixa-me dizer-te, eu sou Português e nessa notícia é que devias ter pensado antes de falar. As notícias com os problemas das ambulâncias em Portugal só apareceram quando o estado e bem decidiu reorganizar o sistema nacional de saúde. Nessa altura e porque se fecharam pequenos centros de saúde a imprensa decidiu começar uma novela mediatica que fechar esses centros de saúde era estar a matar pessoas quando na verdade essa reoganização era do ponto de vista da logistica aconselhavel para salvar mais pessoas. Mas isso eu nem te vou tentar explicar porque uma pessoa que acha que o estado ganha matando os seus contribuintes está longe de ter as noções suficientes para perceber o sistema de logistica.

        P.S.- Deixo-te só um conselho, não se usa termos tecnicos quando não se sabe o que eles significam. Estuda primeiro o que é macroeconomia e depois então fala sobre isso…

  11. Imperialismo Americano? lol. Toda a gente sabe que isso é pura fantasia. Se não fossem eles como é que tínhamos lidado com o facto de o Iraque ter armas de destruição maçiça prontas a utilizar?… Just my 2 cents

    • Acorda!
      Pura fantasia? As agências de rating americanas, que foram uma das causas desta crise, são o quê? Grandes amigas da Europa?
      Não sei se sabes mas essas armas de destruição… não passaram de uma farsa para essa guerra se realizar, nunca se descobriram nem nunca existiram… houve até uma ex agente cia responsavel na altura pela investigação da existência dessas armas que foi vitima de vexame publico (tendo sido revelada a sua entidade e morada comprometendo a sua segurança) por ameaçar revelar que nao haviam armas macissas e que essa guerra era uma farsa… Todas as guerras dos eua sao uma farsa, no afeganistão nao fizeram nada se nao matar civis e gastar mais dinheiro em material militar pois essa e uma guerra sem sentido em terreno dificil, um clave, eles nao avançaram nada apenas deram dinheiro as fabricas de armas…

      • como tu? a invasão do Iraque já foi há mais de 6 anos… reparaste ou não deu jeito? e já agora o que é que o Iraque tem a ver com o kony 2012? espero pela tua sábia resposta…

  12. Infelizmente apenas os “sensacionalismos propagandistas” conseguem vingar, e se assim não fosse o vídeo não se tinha tornado viral.
    Podem não ter tomado a acção ideal, mas pelo menos tomaram, algo q não se viu por parte de outros…

  13. Querem utilizar a captura do Kony para propaganda eleitoral?

    É deixá-los! Neste mundo em que estamos é muito difícil alcançar fins se estivermos a olhar aos meios. Eu sei que isto não é bom de dizer, mas na maioria dos casos é o que acontece.

    E o que é isso afinal?

    Revolta-vos mais estarem a usar o Kony para ganharem votantes nestas eleições do que impedi-lo de continuar a estragar as vidas de uma população inteira?

    São mais de 30 milhões de pessoas.
    Milhões de famílias destruídas!

    Todos sabemos que os EUA gostam de meter o bedelho em tudo mas neste caso até agradecemos não? Sejam lá quais forem os motivos ‘escondidos’ que eles tenham (os conspiradores lá saberão melhor do que eu) pelo menos até agora foram os únicos a ajudar.

    Eu não sei se sou só eu que me apercebo disto, mas parece-me que há muita gente utópica e ingénua neste mundo ainda.

    Aflige-me, por exemplo, o comentário da isabel lá em cima, que disse que se emocionou imenso com o vídeo e até está a doar mensalmente para a instituição e que mudou radicalmente de opinião depois de ler este artigo, inclusive que quer agora deixar de efectuar os donativos.

    Isabel, isto não é como escolher um Magnum de Amêndoa e depois mudar de ideias e sair do café com um Epá.

    Isto é mais do que isso.

    E se mudaste de opinião tão facilmente penso que deverias informar-te melhor, para validares a tua posição, se é que é importante para ti teres uma em relação a este assunto.

    É óptimo estarmos todos ligados pela internet, nesta aldeia global, mas não é por isso que decisões como estas de apoiar um movimento são mais fáceis de tomar.

    • ana.. isto não é efectivamente escolher um magno e depois não o querer. tens toda a razão! mas sabes o que me aflige mesmo? é pensar que cada vez que me emociono com a fragilidade das pessoas, com a injustiça, mentiras, roubalheiras e interesses políticos, terei sempre que medir a intenção e o objectivo de cada “acção”. isto sim que me assusta.. me mata! vi o filme e automaticamente reagi. nunca tinha lido nada sobre o assunto antes. isto de estar informada antecipadamente sobre um tema como estes.. é um pouco difícil. contudo penso que se o que aqui li -e que penso ter alguma fonte mais bem informada do que a minha – eu não tinha nenhuma – fez-me pensar se eu estava a ajudar ou a desajudar. e isso preocupa-me.depois de ter visto aqui estes comentários, li mais sobre o assunto e não fiquei mais esclarecida. fiquei sim mais baralhada… portanto, irei continuar a seguir os meus instintos, pois são eles que me falam ao coração. mas que é lixado é!! muito obrigada pela tua opinião.

      • Olá Isabel…
        Nesta época de aldeia global é muito fácil ficar em casa a ver TV ou mesmo na internet, comovermos-nos com as crianças que morrem na Ásia, África, em Espanha e sentirmos-nos impotentes para fazer qualquer coisa!Felizmente o Koni 2012 respondeu a essa nossa angústia com a possibilidade de compra de um Kit ou lá o que é…
        Se deixarmos a TV e Internet por uns instantes pode ser que ao nosso lado esteja um família vizinho que passe fome. Bom sem ser tão dramático certamente alguém precisa da nossa ajuda por isso o que falta para ajudar a resolver estes conflitos é pensar globalmente e agir localmente.
        Emprestem as vossas mãos, dêem o vosso pão, mas quando vos pedirem dinheiro antes dos outros dois desconfiem!

        PS – Acho que o Koni 2012 (2) já não vai precisar de figurantes para fazer filmagens de manifestações…

  14. Depois de ler este excerto do comentador Filipe

    “Gostaria de saber qual a sua agenda, por trás de tanto “anti-americanismo”, não será o facto de ser muçulmano (pergunto) que condiciona a sua análise a este trabalho?”—>ISTO É A SÉRIO???????? Rio da tua ignorância ou choro?

  15. Onde estão essas “armas de destruição em massa” que nunca foram encontradas?

    Manipulação dos que se acham donos do mundo, da nação decadente que tenta a todo custo uma dar uma sobrevida a seu império. Não aceitam que o apogeu do Império Americano já passou, e logo outra(s) potência(s) ocuparão o lugar de principal força do mundo.

    Já foram usados vários propósitos humanitários semelhantes para invadir países e tomar controle deles. Está na história, quando os EUA fizeram uma guerra que não tivesse objetivos de fortalecer o país a todo custo?

    Quem eram Saddam Hussein Abd al-Majid al-Tikriti e Osama bin Mohammed bin Awad bin Laden senão dois líderes apoiados pelos Estados Unidos, e, quando estes contrariaram seus objetivos, ou, não faziam mais parte dos seus interesses, se viraram contra eles e colocaram na cabeça da população mundial que eles eram monstros, terroristas, implantaram o medo na cabeça de todos para que pudessem ter desculpas para seus propósitos imperialistas.

    Qual a diferença destas para mais esta “ocupação de paz” que eles estão prestes a fazer? Esperem e verão, sugarão todas as energias de um país extremamente pobre, e o deixarão as moscas quando este não satisfazer mais seus interesses capitalistas.

    Ainda tenho que ler que nossa geração está lutando contra o sistema, fazendo este “cair”, sentado na cadeira do computador jogando WOW, vendo os outros lutarem “sutilmente” por isso. Vergonha dessa minha geração que acha que basta ficar sentado esperando que alguém faça alguma coisa, enquanto todos a sua volta estão te roubando e manipulando seu cérebro pouco usado, e provavelmente com dois neurônios funcionais. Até quando vamos esperar que os outros é que tomem as ações?

    • o jovem PS não é assim tão mau exemplo dado o numero de população jovem da minha e provavelmente da tua idade que se está a cagar para politica internacional, ou até para politica, é de louvar a tentativa de uma criação ideológica e uma definição da mesma.
      o jovem PS não é assim tão mau exemplo dado o numero de população jovem da minha e provavelmente da tua idade que se está a cagar para política internacional, ou até para política, é de louvar a tentativa de uma criação ideológica e uma definição da mesma.

  16. O texto do “PS” está realmente muito bem escrito… de facto é uma visão muito romântica da vida. No entanto, acho que toda aquela ideologia serve para justificar a sua inacção na sociedade.

    É muito bonito concentrarmo-nos apenas naquilo que nos faz felizes… mas, e quando somos impedidos de fazermos aquilo que nos faz felizes por quem está no poder? Na minha opinião (e é só isso, a minha opinião) não podemos simplesmente ficar sentados no sofá a jogar playstation ou wow, à espera que as coisas mudem e sejam “os outros” a implementar “a nova sociedade”.

    O “PS” diz ainda que “Estamos aqui não para construir a sociedade do futuro, estamos aqui para facilitar com que esta caia. E esta esta’ a cair em todos os campos.”

    Então não somos todos nós que fazemos a sociedade em que vivemos? Se não estamos aqui para construir a sociedade do futuro, então estamos para quê? A meu ver, esse caminho só leva a que as pessoas andem distraídas enquanto aqueles que controlam nações (e podem não ser os governos) fazem tudo para “engordar”.

    É preciso pensar, é preciso ver o que está para além da cortina do sensacionalismo e da propaganda.
    Como já foi provado anteriormente, um dos objectivos da agenda política dos EUA é invadir qualquer país que tenha reservas energéticas que assim o justifiquem. Aconteceu com o Iraque, a pretexto de armas que nunca existiram, aconteceu com a Líbia, a pretexto da suposta desumanidade com que o Kaddafi tratou a população (a qual eu não nego).
    E então digam-me lá, se são assim tão bons samaritanos, porque ainda não intervieram na Síria? Simplesmente porque este é um país que não tem reservas de petróleo que assim o justifique. (http://www.bp.com/liveassets/bp_internet/globalbp/globalbp_uk_english/reports_and_publications/statistical_energy_review_2011/STAGING/local_assets/pdf/oil_section_2011.pdf)

    Não estou a dizer que o interesse dos EUA no Uganda será somente o petróleo, porque afinal de contas, as reservas provadas são tantas como as da Síria, mas certamente que haverão outros interesses escondidos.

    De facto, eu também me preocupo com o que as crianças, e não só, passam em países como o Uganda, mas será que devemos acreditar em tudo de olhos vendados? É muito fácil puxar pela humanidade das pessoas para ganhar apoio em movimentos militares que nada têm de humanitário.

    Para além do mais, qual é a credibilidade que uma organização como a InvisibleChildren tem, quando esta financia o exercito do Uganda, acusado de praticar crimes pelo Human Rights Watch, contra a população que dizem proteger do LRA?

    Posso ser mais um “gajo das conspirações” para muitos, mas para mim, é simplesmente ver para além do que é mostrado pelos média.

  17. E com tudo isto, continuam a falar de politica sem sequer se importarem com a verdade que o video contém, sim porque já não é a 1ª vez que se vêem atrocidades destas nos meios de comunicação social. Até porque existem muitos Konys pelo mundo. Há pessoas que preferem ficar na sombra, em vez de fazer algo em prol da humanidade desculpando-se que tudo é politica e questionando se alguém consegue ser humano a ponto de publicar um video, que mostra as verdades escondidas.

  18. Mas vocês julgam que os americanos querem ajudar por ajudar algum país sem ter frutos sobre essa mesma acção ?? Ajudaram o Kuweit na Guerra do Golfo pq “foram invadidos pelos iraquianos” ?? Invadiram o Iraque por causa das armas de destruíção maciça mas de repente foi para derrubar um ditador ?? Invadiram o Afegnistão por causa dos talibãs ?? Estão a pensar em invadir o Irão pq “suspeitam” que estão a construir “armas de destruíção maciça” ??
    Mataram o Bin Laden, provas disso ?? Nada, apenas disseram que o mataram, foram feitas análise ao seu DNA e tá feito !!!!!!
    Os E.U.A têm a mania que são os policias do mundo, mas….quem é que os policía a eles ????
    Podem torturar sobre o pretexto de extrair informações de “terroristas” mas condenam quando outros países o fazem, sobre o mesmo pretexto. Os restantes países baixam as calças aos E.U.A mas condenam os outros…….
    Podem ter centrais nucleares, mas se algum país quer usar energia nuclear para o seu país, vêm logo meter o bedelho para saber “porquê”, sim pq para eles a energia nuclear fora do seu país é para construír armas de destruíção maciça……….
    Os E.U.A têm um passivo que nem vos passa pela cabeça, por isso é que as agência de rating, que por acaso são americanas, metem a Europa na lama, para ver se a sua economia prospera mais.
    Já imaginaram a quantidade de militares que existem fora dos E.U.A em missões, já imaginaram o que aconteceria se toda aquela gente retornasse para casa, se não houvesse fundamentos para ter todo aquele poderio ??
    Muitos falam em teorias da conspiração, mas que as há há meus caros, e não venham a dizer que só por ser uma ONG que não pode haver interesses “escondidos”………….

  19. Infelizmente o vídeo cumpriu seu papel e caiu no gosto da classe média, dái tantas tomadas de posição em defesa do mesmo.

    Apenas pelos 5 minutos iniciais já é visível a manipulação não só dos espectadores mas das crianças do filme, a quem é explicado de forma simplista que KONY = MAU numa ao filho do “realizador” de 5 anos de idade. De seguida a “promessa” ao miúdo ugandês de que ele e todos os outros serão salvos é simplimente triste, prometer algo deste tipo é completamente irresponsável e instrumentalizador, obviamente uma chantagem emocional para que os visualizadores do vídeo, o partilhem nas redes sociais.

    Para além de ser parcial, a simples foto da equipa do “Invisible Childrens” com armas em punho demonstra a falta de ética (e sentido estético já agora) dos mesmos. Infelizmente a maior parte vai apoiar o que está escrito no sapo.pt onde já há notícia sobre o vídeo. Dizer que as ONGs não actuam politicamente é falso, a mais recente líder da AI saiu directamente do grupo de trabalho da Hilary Clinton.

    Enfim, Stop Kony, Assad e Ahmadinedjad, e qualquer outro que a media quiser. Enquanto não houver consciência de que o que mata não é a guerra mas a pobreza, que é a causadora das guerras vai ser muito complicado.

    Por fim, é interessante vermos o apoio aqui dos comentários ao texto do dito “PS”. Na minha opinião parece que o próprio PS não chega a ter uma postura crítica sobre o filme, dá-se por satisfeito por terem posto o Kony “na boca do mundo” e prefere não julgar a ONG por dizer que ao trabalhar lá, a Invisible Childrens, a pergunta que deixo no ar é e então?

    O Kony agora é famoso e o que se faz agora? A falta de uma análise séria das questões económicos e sociais no filme apenas legitíma o aumento da postura agressiva por parte do Governo americano.
    Se os realizadores do filme não querem ser julgados, não o coloquem no youtube.

    Saudações

  20. Mais um excelente texto João.
    Afinal o combate a esta informação tem de se fazer com desinformação,aos que acreditam na informação ,são os que veem o “chão a fugir dos pés” e reprimem a informação considerando-a desinformação,ficou bem patenteado no texto do “ps”isso mesmo ,existem verdades inegavéis e a ancia dos states controlarem os mercado de petroleo é para mim(e para quem tem olhos na cara inegável)…pois bem temos tambem de deixar bem claro o repudio por qualquer acto de violência seja ela de que tipo for…tendo a certeza porem que não se combate violência ,com violencia!!
    Quando fala da geração do botaabaxismo é propaganda mediatica ,tentando escamutear a verdade,arrisco dizer continuar a actuar com este sistema de engorda … e que cada vez mais emagrece!!!

  21. Ao ler alguns dos comentarios aqui escritos percebo bem como este video teve o sucesso que teve, de animo leve se fala do que nao se sabe, extensamente se escreve de forma insipida , e acefalamente se bota discurso parolo sobre geopolitica como se de um pires de caracois se tratasse … so faltaram umas bejecas para o ramalhete ficar composto.
    Pergunta em que e que este video vai ajudar as crianças ?
    Pergunta em que e que uma invasao do Uganda vai ajudar a encontrar o Kony que julgo para espanto de alguns escrevinhadores presentes ate se presume morto, senao a comunidade internacional nao teria levantado o mandato de captura que sobre ele pendia ?
    Pergunta mesmo que estivesse vivo nao se encontra no pais em que e que uma intervençao armado no Uganda levaria a sua captura, ou querem tambem invadir os paises limitrofes ?
    Pergunta onde e que ja se viu uma ONG preocupada com o agressor e nao com as vitimas ?
    Pergunta porque e qiue as populaçoes do norte do Uganda nao gostam desta pseudo ONG ?
    Pergunta porque e que o Kony andou a raptar crianças desde 1986 e so depois de ser descoberto petroleo se começou a falar dele e ja ele tinha desaparecido ?
    Pergunta porque e que nao se fala do actual lider que segundo a observadores Internacionais e um criminoso que ja matou mais gente num ano que o Kony em todo o seu reinado de terror ?
    Perguna porque e que o Presidente Obama apadrinha e promove esta esta empresa que querem fazer passar por ONG ?
    Porque e que estando os USA interessados em controlar o petroleo mundial nao estariam interessados em controlar o do Uganda ?

    E finalmente algum de voces alguma vez esteve no Uganda e viu o que la se passa ou falou com as populaçoes para saber o que pensam sobre o assunto ?
    E facil estar sentado no sofa em frente ao pc e debitar chorrilhos de asneiras e fazer juizos sem ter a minima noçao do que se fala … este tipo de ignorancia levemente informada provida de um ego parolo so porque se sabe teclar num computador e mais assutadora do que todos os Konys deste mundo juntos .

    Peguem na mochila e façam como fazem centenas de pessoas que realmente estao preocupadas com a humanidade e vao … vao ajudar as pessoas, ou entao reduzam se a vossa pequenez geografica e falem so sobre a vossa freguesia que essa voces conhecem .

    Espero ter ofendido alguns dos patetas armados ao pingarelho que aqui escreveram … porque era essa a minha intençao.

    • hum… não é porquê? por causa de imbecis q nunca fizeram um caralho a não ser criticar? pessoalmente já suporto a Unicef há mais de 10 anos, tb comecei a contribuir para as IC … e você?
      É extremamente irritante ver quem nunca fez nada criticar os outros…mas é a vida.
      Parece que dizer que o conflito já dura há mais de 20 anos é uma prova intelectual… so what? é melhor fazer agora do que nunca?
      Vá lá então, arranje aí umas desculpas minimamente convicentes para mostrar que tem toda a razão e que eu “papei” o video sem pensar, tinha sido muito melhor não fazer nada do que ajudar à invasão do Uganda, exactamente como vc fez … não fazer nada (excepto comentarios idiotas).

      • Wolf354 … lol…, voce de facto enfiou a carpuça.
        Meu caro eu ja tive crianças a morrer nos meus braços com , fome , Malaria e ate com HIV, conheço 16 paises em Africa, e fiz uma comissao pela OXFAM no Uganda que terminou em Dezembro ultimo,… como voluntario. Tive oportunidade de ver in loco e com os meus olhos o trabalho desta coisa a que chamam ONG e que voce tanto adora.
        O project leader no terreno e uma pessoa afavel, simpatica , mas incompetente e corrupta., na zona de Kipepo que e onde eles mais actuam a populaçao detesta os , sabe porque? Porque aparecem com maquinas fotograficas,, camaras de filmar destribuem uns doces pelas crianças e desaparecem. Passeiam se em carros e vivem em casas que nem a UNICEF ( que sao os magnatas da cooperaçao tem), sao uns nababos, enquanto as pessoas ali ao lado vivem em condiçoes deploraveis. Nao costruiram uma unica escola, hospital, ou fizeram sequer uma reuniao de empowrement.
        Na zona de Kalapara, registaram os depoimento das pessoas sobre as suas condiçoes e o que pensavam sobre o seu pais e depois fizeram uma reuniao com os responsaveis do governo local onde traiçoeiramente mostraram alguns dos depoimentos para provar que o que estavam a dizer … resultado , 4 dias depois 122 mortos entre mulheres e crianças naquela localidade …. ninguem me contou eu vi, e se quiser pode confirmar o meu relatorio junto do observatorio internacional para a cooperaçao africana.
        O actual presidente Museveni que foi posto no poder ( apos umas eleiçoes com imensas irregularidades em que foi eleito com 75% dos votos) pelo Banco Mundial e FMI e o principal parceiro desta ONG/INC, e ja matou mais gente desde que foi eleito do que o Kony em todos os seus anos de guerrilha e terror. Grande parte das empresas no pais sao sua propriedade, desde transportes, comunicaçoes e incontaveis hectares de terras . As pessoas detestavam o Kony mas odeiam tambem o seu Presidente especialmente na zona norte, porque caso nao saiba sao de etnia diferente ( teria que lhe explicar um bocadinho de historia de Africa para entender o que isso significa na pratica). Nos seus tempos de lider das NRA ( National Resistenca Army) devastou a ferro e fogo cerca de 2/3 do pais sendo que a maior fatia coube a zona de Kampala , uma limpeza etnica portanto.
        Terminando, aquilo que voce esta a apoiar e uma mentira, as pessoas que voce pensa que fizeram este filme sao agentes economicos , que estao no terreno como pontas de lança do governo dos USA o mesmo governo que tem fechado os olhos aos massacres que continuam porque o Presidente do Uganda esta comprado e ja lhes vendeu as concessoes petroliferas , neste caso a EXON..

        Aquilo que este filme esta a promover e uma legitimaçao mundial do roubo dos recursos naturais que sao pertença de um povo nao de um governo corrupto e tambem a legitimaçao da entrada de tropas num pais que e um enclave geoestrategico nesta zona de Africa.

        Portanto como ve sei do que falo porque la estive … e informei me porque e esse o meu trabalho e so falei porque tenho o conhecimento necessario para isso … e poderia continuar a descrever o que vi e sei, mas este texto ja vai longo.

        E voce sabe do que fala ?

        LR

      • és burro que nem uma porta, vai trabalhar e deixa de ficar sentado em frente ao pc a fazer comentários deprimentes sobre assuntos sérios e a responder com um toque de falta de respeito a pessoas que sabem o que estão a dizer e que, pelo numero de factos apresentados aqui estão correctos.
        tenho pena de pertencer a mesma geração que tu (provavelmente) porque apesar de infelizmente não ser uma pessoa tão informada tenho 2 dedos de testa e não ando praqui a mandar bitaites que provavelmente como diz o sr luis rocha ouviste no café em conversa com amigos e já agora tenho quase a certeza que nem sequer mexeste uma palha para ajudar a organização e não tens é mais nada que fazer a não ser fazer comentarios parolos como estes.
        por fim tens sorte que o sr luis rocha ainda esteja preocupado a ver se alguma informação de jeito entra aí dentro, porque pelo que estou a perceber tudo o que ouves e les anda a volta da cabeça mas não chega onde é preciso.

  22. Desculpem lá o desabafo, mas contra-informação vinda de gente que mais não faz do que criticar… se não gostam da solução proposta pela invisible children então façam vocês melhor. A malta aqui por Portugal fala muito, critica muito, critica tudo e todos e no fim não se vê nada de nada. Concordo que é preciso dar visibilidade a esse assassino e mete-lo na cadeia. Se depois for preciso fazer o mesmo com os militares que tb andam a fazer malandragem que se faça. Pena é que ajam outros países como a Síria que ainda não tenham recebido o apoio que mereciam. Não vejo que se trate da mesma situação do Iraque e tb acho que houve uma mudança importante na política americana desde o Obama.

    • jnicolai,

      Se vc pensa que houve uma mudança na orientação do governo Obama, veja o que se está a passar na Líbia, africanos negros metidos em zoos pelos “revolucionários”, a região de Benghazi (a do pretóleo) está a beira de se desvincular do resto do país (com o apio do Quatar e Arábia Saudita, ou seja, EUA e UK).

      No Afeganistão, soldados urinam sobre corpos, queimam o Quorão e tiram fotos com bandeiras da SS, mas claro que é tudo reduzido, os que urinaram, são minoria, os que queimaram, foi por acidente e os que tem a bandeira da SS foi por um engano. Acho que a falta de informação sobre a postura da administração Obama é sua. O único levado a julgamento é ainda o Brandley Manning do caso Wikileaks, o resto é tudo desculpado.

      Se não gostam da solução façam vocês melhor?

      Isso não se trata desta forma, com tal animo leve, de “sou eu que faço por isso posso cometer barbaridades”. A solução está a ser imposta sobre a população local, de qualquer modo a sua opinião de “mais vale uma solução de merda do que nada”, é simplesmente rídiculo, se for para piorar mais vale não se intrometer. Daqui a nada vou apagar os fogos com gasolina, e vou dizer para me deixarem em paz, porque sou eu que estou no incendio…

      Saudações

      • claro, o que é bom é não fazer nada, excepto comentarios idiotas de quem subitamente me diz o que eu devo pensar.
        Mas qual era a sua solução afinal? depois de um texto tão iluminado vou ter dificuldades em adormecer sem saber a sua resposta

      • Wolf354 … eu se tivesse o seu cerebro tambem teria dificuldades em adormecer com certeza ….

  23. “um perfeito exemplo das campanhas de propaganda que utilizam as redes sociais para avanças os interesses das elites políticas e militares.”

    É um bom exemplo, a diferença é que; não é uma propaganda dos “interesses das Elites políticas”, e nem dos “militares”, pelo contrário. É uma propaganda do povo africano por ajuda.

    Como diz no video: O PROBLEMA era exatamente esse. Não ser de interesse de nenhum governo. Por isso estão pedindo ajuda ao outro povo, o mundial.

    Se quer escrever um artigo convincente, no mínimo assista o vídeo.

    Angariar fundos para financiar os oficiais? De onde você tirou isso?

    hahahha ninguém angaria fundos para bancar o exército de seu país, mesmo que seja em outro continente. O estado é quem faz isso. Seus impostos, honey.

    • O povo do Uganda fez um video a pedir ajuda ao Mundo ???
      Desculpa , tens que meter mais tabaco nisso … deve estar fortissimo !!!

  24. OS ANTI-USA TÊM QUE PERCEBER QUE ENQUANTO EXISTIREM KONIES NO MUNDO A GUERRA CONTRA OS KONIES NÃO PODE PARAR! NÃO PODE EXISTIR PAZ NO MUNDO SÓ À BASE DE GANZAS, A FORÇA MILITAR EXISTE HÁ MILHARES DE ANOS POR ALGUMA RAZÃO.

  25. Acho incrível como mudamos de postura quando o nosso discernimento e “inteligência” são desafiados. O espirito critico de tantos vem ao de cima quando não são confrontados com situações que apelam ao sentimento. Este texto que lemos está directo e, talvez por não apelar ao sentimento, foi alvo de muita critica. Primeiro fiquei espantado com a ignorancia que toda esta gente demonstra quando falam de Kony como se fosse recente. Kony é líder da LRA há mais de 20 anos. E, com muita pena minha, não é o único. É incrivel que se ignore tudo isto e seja preciso um video sensacionalista para nos demonstrar a “realidade” do que se passa há décadas no continente africano. Já está na altura de desenvolvermos espirito critico. Leiam livros, de verdadeiros escritores, algo que faça pensar, estamos habituados a comer tudo o que vem da net e da TV. Porque é mais fácil ver um video do que ler e criar uma forma de pensar, forma de pensar nossa. Mais outra coisa, ver o video, chorar e por like no facebook não ajuda em nada estas crianças no Uganda. Eu adorava que fosse diferente, mas não é. Não digo que é errado ou não acreditar no video. Só peço que pensem por vocês e nao se limitem a papar tudo o que veem e ouvem!

    • resumindo … lemos um texto brilhante de alguem que nem percebeu que o filme fala em tudo excepto a invasão do Uganda pelos USA. ROTFL!
      Custa-me entender esta capacidade de alguns iluminados perceberem o que os outros investigaram ou não e que os coloca numa posição de julgar os outros … deve ser a inteligencia muito mas muito superior deles em relação ao resto da humanidade, lol!

      • Há uns que vão na cantiga do engano, e são seduzidos pelo poder da imagem e comunicação.E então a que América gosta pouco de fazer estas coisas..americano na cantiga do cigano vendedor..vê as duas partes, e tira conclusões.o que está em causa são crianças, que precisam de ajuda contra crimes de um homem ditador.mas contribuir a comunidade para alimentar mais guerras.?????….Há muitos interesses escondindos e não são revelados.São as máfias. Há muito dinheiro envolvido…E usar uma criança neste contexto com determinada idade, só prova a sedução americana que gosta de agradar os olhos de quem quer ver..Parabéns pelo post João Silva Jordão!!

      • Wolf354 … lol…, voce de facto enfiou a carpuça.
        Meu caro eu ja tive crianças a morrer nos meus braços com , fome , Malaria e ate com HIV, conheço 16 paises em Africa, e fiz uma comissao pela OXFAM no Uganda que terminou em Dezembro ultimo,… como voluntario. Tive oportunidade de ver in loco e com os meus olhos o trabalho desta coisa a que chamam ONG e que voce tanto adora.
        O project leader no terreno e uma pessoa afavel, simpatica , mas incompetente e corrupta., na zona de Kipepo que e onde eles mais actuam a populaçao detesta os , sabe porque? Porque aparecem com maquinas fotograficas,, camaras de filmar destribuem uns doces pelas crianças e desaparecem. Passeiam se em carros e vivem em casas que nem a UNICEF ( que sao os magnatas da cooperaçao tem), sao uns nababos, enquanto as pessoas ali ao lado vivem em condiçoes deploraveis. Nao costruiram uma unica escola, hospital, ou fizeram sequer uma reuniao de empowrement.
        Na zona de Kalapara, registaram os depoimento das pessoas sobre as suas condiçoes e o que pensavam sobre o seu pais e depois fizeram uma reuniao com os responsaveis do governo local onde traiçoeiramente mostraram alguns dos depoimentos para provar que o que estavam a dizer … resultado , 4 dias depois 122 mortos entre mulheres e crianças naquela localidade …. ninguem me contou eu vi, e se quiser pode confirmar o meu relatorio junto do observatorio internacional para a cooperaçao africana.
        O actual presidente Museveni que foi posto no poder ( apos umas eleiçoes com imensas irregularidades em que foi eleito com 75% dos votos) pelo Banco Mundial e FMI e o principal parceiro desta ONG/INC, e ja matou mais gente desde que foi eleito do que o Kony em todos os seus anos de guerrilha e terror. Grande parte das empresas no pais sao sua propriedade, desde transportes, comunicaçoes e incontaveis hectares de terras . As pessoas detestavam o Kony mas odeiam tambem o seu Presidente especialmente na zona norte, porque caso nao saiba sao de etnia diferente ( teria que lhe explicar um bocadinho de historia de Africa para entender o que isso significa na pratica). Nos seus tempos de lider das NRA ( National Resistenca Army) devastou a ferro e fogo cerca de 2/3 do pais sendo que a maior fatia coube a zona de Kampala , uma limpeza etnica portanto.
        Terminando, aquilo que voce esta a apoiar e uma mentira, as pessoas que voce pensa que fizeram este filme sao agentes economicos , que estao no terreno como pontas de lança do governo dos USA o mesmo governo que tem fechado os olhos aos massacres que continuam porque o Presidente do Uganda esta comprado e ja lhes vendeu as concessoes petroliferas , neste caso a EXON..

        Aquilo que este filme esta a promover e uma legitimaçao mundial do roubo dos recursos naturais que sao pertença de um povo nao de um governo corrupto e tambem a legitimaçao da entrada de tropas num pais que e um enclave geoestrategico nesta zona de Africa.

        Portanto como ve sei do que falo porque la estive … e informei me porque e esse o meu trabalho e so falei porque tenho o conhecimento necessario para isso … e poderia continuar a descrever o que vi e sei, mas este texto ja vai longo.

        E voce sabe do que fala ?

        LR

      • Provas? Eu tb consigo dizer que trabalhei na gronelandia a combater a seca de 1882 … é facil não é?

        Se estivesse tão envolvido como diz duvido que perdesse tanto tempo a contar histoiras da carochinha.
        Quando relembrar os acontecimentos graves do IC, ou as belas mansões da Unicef … mostre os links ou o que quiser que mostrem as suas acusações.
        Junte todos os seus comentarios e veja a coerência que eles têm entre si … mudam conforme quem se está a dirigir, postura muito respeitavel de quem está a defender os seus ideias … ou será outra coisa?

        Calculo que sites como estes (q não suportam o Kony 2012):
        http://bit.ly/AlbJRQ
        http://theeducatedfieldnegro.tumblr.com/post/18894846735/we-got-trouble
        http://blogs.independent.co.uk/2012/03/07/stop-kony-yes-but-dont-stop-asking-questions/
        http://whitthef.wordpress.com/2012/03/07/kony-2012/

        estão todos mal informados à luz dos seus comentarios sobre os muitos problemas criados pelas ONG em Africa, problemas ecologicos que criam, as muitas pessoas que matam … mas pelo menos estão a ajudar a economia com tantos carros de luxo que compram (antevendo a sua logica provavelmente tb sao culpados da crise do euro com mais um raciocinio brilhante do tipo estarem a fugir aos impostos).

        Assinar Luis Rocha, Crisitiano Ronaldo ou Shakira tem exactamente o mesmo valor na web …. sabia?

      • wolf354 …looool… de facto tem toda a razao , eu estar a perder o meu tempo de fim de semana ,com um pato bravo nao faz sentido …

        A partir de agora so responderei a pessoas com dois dedos de testa …

      • wolf354, acha mesmo que um video de propaganda iria dizer “dêem-nos dinheiro para podermos pilhar um país que tem recursos que são valiosos e que nos vão trazer a NÓS muita riqueza! Obrigado” -.-’ é triste saber que há quem pense assim…
        ah! e não é uma questão de julgar os outros, é uma questão de saber quando nos estão a tentar enganar… e este, pelos vistos, é o caso…
        sinto-me estúpido por não me informar sobre este tipo de coisas e de nada ter feito até agora para ajudar a resolve-las… não é desculpa, mas, tenho 21 anos e pelo que vejo, na minha geração, não há muita gente genuinamente preocupada com este tipo de questões (politicas/sociais/economicas) a menos que os afectem directamente, o que me deixa triste… espero um dia vir a ajudar causas que valham realmente a pena, mas também vejo que nem sempre é facil saber qual a maneira mais eficaz e com menos desvantagens… suponho que passe muito pelo ensino nesses países, mas mais uma vez, não estou bem informado acerca do assunto…

  26. Realmente, Kony até é bom! Tipo porreiro, por isso tem umas dezenas de “esposas” e o bando dele é uma cena cultural. Nada que se compare aos mauzões dos soldados governamentais!!
    Dasss!!
    1.º Não é o único? Não. Mas pode-se começar por aí.
    2.º As contas da organização (não percebi que era uma ONG como as outras, e estou-me lixando para isso) não são claras? As dos nossos governantes também não e as pessoas votam neles!
    3.º Existe um apelo à intervenção militar? NÃO! A campanha visa tornar o tipo famoso. Estar nas bocas do mundo! Para quê? Como é que funciona?
    Nos países desenvolvidos, os cidadãos preocupados pressionam os seus governantes para evitar o contacto com estes monstros (Ai, desculpem, é um lider tribal local). Enfim, para os colocarem no sítio devido.
    4.º Como é que fazem isso? Bem, este tipo de violência pode passar com o tempo… afinal, já se passaram cerca de 25 anos, mas 25 e o gajo morre… o problema é que pode estar lá outro igual. E que tal apanhar os chefes e desmantelar o grupinho? Ah, é preciso violência? É!
    5.º A violência é o que nos (sociedade) controla. Acham que não? O que é o Estado de Direito? É onde todos respeitam os direitos dos outros? E quem não o faz? Pede-se para mudar de comportamento, sff… É isso que se faz aos assaltantes, violadores…
    6.º Aparte esta questão, lá vem a guerra de gerações (estão a ver, como até nas palavras há violência?) Mas quem é que aqui “fez” o 25 de Abril?!!
    Quem o fez foram umas dezenas de soldados comandados por uns oficiais milicianos que queriam era melhores regalias, pois eram eles (em comparação com os oficiais de carreira) os sacrificados na guerra em África!! De resto, foi o acomodar da população!! “Nós fizemos o 25 de Abril!”, “Eu fui um anti-fascista!”… país de bufos é o que é!!

    Façam alguma coisa e escrevam ao vosso deputado, perguntando se esse Kony, ou algum sacana como ele tem “relações” com Portugal e porquê? Sabem, é que, se pressionarem certas organizações terroristas (que é o caso) financeiramente, talvez se evite o lado militar. Mas para isso é necessário mexer com os políticos de “cá”!
    PS: Já agora, quando escreverem, peçam a alguém para corrigir a missiva… senão tenho de criar uma ONG para o ensino de Português em… Portugal!! DASSS!!

  27. Acompanho o trabalho da Invisible Children há 5 anos e acredito que também teria odiado ver um video viral se não conhecesse o trabalho da organização. Deixo aqui algumas observações:

    - A Invisible Children foi criada por 3 garotos que foram a Uganda em 2003 e fizeram um filme chamado Invisible Children Rough Cut, o qual todos devem assistir antes de criticarem.

    - Procurar apoio daqueles que têm poder não quer dizer se curvar diante de seus interesses nem ideologias.

    - O lançamento do video em ano de eleição é forma de pressionar o governo a atenuar a revolta do povo americano difundida pelo video viral. A ONG soube usar e não ser usada como alguns afirmam.

    - A comemoração mostrada no video é pelo resultado de 8 anos de luta por intervenção da comunidade internacional. Intervenção a qual é pedida por várias pessoas no Rough Cut. O que se vê é o governo americano timidamente se mobilizando para atender a ameaça de um homem que já matou mais do que Osama Bin Laden e nunca ameaçou a segurança dos EUA. O motivo foi atender o povo americano que, mobilizado pela divulgação da ONG, pediu a seu governo um pouco de paz para os colegas na África mas recebeu apenas 100 soldados para que se calassem.

    - Kony 2012 foi apenas mais um meio de divulgação da Invisible Children e se tornou mundialmente conhecido por causa do facebook. Não houve nada de repentino.

  28. é impressionante como somos manipulados, tanto dum lado como de outro – temos que ser muito críticos e cuidadosos para não sermos os fantoches destas organizações (governos, oposições, “salvadores”)

  29. também me questionei, também fui investigar antes de colocar o vídeo, pode sempre ser uma campanha da facção oposta, tudo o que fazemos deve ser com alguma reserva – nunca teremos exactamente acesso à verdade – nem nós estrangeiros bem intencionados nem locais que muitas vezes têm menos informação e acesso do que algumas organizações internacionais.
    Sabemos que casa vez há mais gente sem escrúpulos, vestidos de bem, a viver à custa de gente bem intencionada, mas também cada vez mais campanhas de mentira para desacreditar quem realmente se preocupa, quem realmente faz o bem e pode fazer mossa a muitos interesses – por isso é tão importante sermos críticos e informados.
    MAS…. é muito importante chamar a atenção para este tipo de vivências, de conflitos, de violações dos direitos humanos, meninos soldados, deslocados, etc – realidades que nós não acreditamos ser possível.
    A Amnistia Internacional, que muito respeito e muito tem feito pelos direitos humanos, também comentou
    http://www.amnesty.org/en/news/efforts-arrest-joseph-kony-must-respect-human-rights-2012-03-08

  30. Isso é rediculo, se os dois são “maus” porque não os prenderam?
    Eles capturam crianças, matam pessoas.Olhei os videos, e não acredito que tenha nada a ver com os EUA querer se expandir, isso é coisa de quem só pensa no passado….diferentente ele quer ajudar sim, se fosse para expandir teria mandado muito mais militares.

    E mesmo que essa fosse a ideia dos EUA, qual seria a diferença, a Africa vive um conflito entre ela mesma, as pessoas não sabem mais viver em paz entre si.
    Ou as pessoas que olham não pensam também no porque um cara que mata crianças e as que estrupa nunca foi preso porque ninguém os conhece? As mulheres que foram estrupadas, e as crianças que tiveram que matar outras por obrigação não o conhecem??

    As pessoas deveriam pensar realmente, elas são livres ao menos para pensar no que querem….mas como agir em relação a tudo isso?
    Ajudar o grupo Invisible Childen, no qual estão tentando prendero maior assassino do mundo, sejá com a ajuda das forças armadas dos EUA ou não; que além disso também captura crianças e as tornam escravos da guerra.
    Ou ajudar o grupo de cone que mata sem nenhum objetivo, que a mais de nove anos tem trazido desespero aos Africanos?
    E os pais Africanos, continuam fazendo filhos para ter mais alguém na guerra?
    No meio de tanta coisa, acredito que o melhor seria realmente o EUA invadir e acabar com tudo isso, mas não mandar apenas 100 militares, se querem expandir que mandem muito mais militares, que a guerra realmente aconteça para que pessoas deixem dde se matar, ao menos se a guerra acontecer sera em 1 dois anos e não uma tortura de mais de 9 anos.
    Posso estar sendo redicula em comentar isso mas fica a pergunta….,
    “Se não fizerem nada, quem ira fazer? “

    • Dyulle, percebo perfeitamente as suas duvidas , mas o problema que existe e historico, e começa ate mesmo com a forma como a colonizaçao bitanica foi exercida no continente africano … dividindo as etnias e mantendo as em conflito eram mais faceis de controlar ora ajudando uma ora mudando de facçao … esta documentada esta forma de colonialismo.
      Em 1962 quando o pais se torna … independente … que uma forma de dizer protegido pelo UK , todo este odio etnico ja estava ao rubro, e claro desenrolou se como se desenrolaram outros conflitos fraticidas em Africa.
      Mas permita me discordar da sua forma de resolver o assunto.
      O sistema ja esta inquinado por natureza , a forma de o resolver seria o envio de capacetes azuis para o terreno e a imediata convocaçao de eleiçoes lives no pais …mas infelizmente isso nao vai acontecer, a pergunta que eu ljhe faço e porque e que voce acha que isso nao vai acontecer ? … a minha resposta e que a ONU segue as politicas que 5 membros do conselho de segurança propoem. Logo nao interessa remover o actual lider do pais porque foi ele quem assinou os contratos de exploraçao do petroleo e um novo e democratico governo pederia comprometer os acordos assinados … assim como por exemplo aconteceu no Chile em 1973 , Quando o Salvador Allende foi eleito pelo povo de forma democratica e revogou os acordos anteriormente assinados com os USA pelo ditador fantoche anterior … o que claro culminou no seu assassinato …. comum modus operandi , da politrica externa americana da altura ( tambem esta documentado e reconhecido pelos USA pela voz de alguns membros da CIA mais tarde) .
      Nao tenho soluçoes e bem gostaria acredite … mas posso adiantar que uma verdadeira opiniao esclarecida e fundamentada do mundo sobre o que realmente se passa com certeza que mudaria muita coisa … estou em crer .

    • Ninguém, fica tudo como está; a julgar por tudo o que aqui foi escrito até agora, todos estão é preocupados com questões politicas, e não com com o que se passa em África.

      Aliás nem em África nem em mais lado nenhum. Tantos investimentos feitos ao longo dos anos e é preciso os cidadãos cumuns virem para as redes sociais mostrar o que se passa no mundo, porque as entidades que o podem fazer não fazem, depois acontece este tipo de situações, onde todos ficam a duvidar das verdadeiras intenções de quem fez o video.

      Até porque o video apela ao mundo inteiro não só à América, porque é que tem sempre de haver segundas inteções; por muita gente pensar como voçes é que nenhum país faz nada, o comodismo é bem mais fácil.
      Andam tão ocupados com as guerras politicas que se esquecem de ser humanos.

      Mas como disses-te se não for a América quem mais o vai fazer?
      Se não são os poderosos somos nós?
      Segundo aquilo que já aqui li está fora do nosso alcançe(cidadãos cumuns).

      • O que a Isabel nao esta a ver e que os USA sao parte do problema nao da soluçao … nao sou anti americano , ate porque fiz parte da minha formaçao nesse pais … e tenho imensos amigos americanos que lhe podem dizer o mesmo que eu , esta coisa da geopoitica e complicada e dificil de entender por vezes … concordo.
        Mas tambem acho perigosissimo , elegermos uns policias do Mundo … porque normalmente degenera em totalitarismos … e basta perceber o que tem acontecido com todas as guerras em vigor para se entender o que eu quero dizer:
        A ordem normalmente e esta :
        Primeiro vem os media ( na maioria dos casos propriedade das corporaçoes que tem interesse nos conflitos como fabricas de armamento ou petroliferas) e começam a atirar soudbites para criar uma opiniao publicada concordante
        Segundo arranja se um tipo qualquer de caracter duvidoso com responsabilidades no pais ou no conflito e apontam se lhe os canhoes , isto claro com toda a gente a concordar que se extermine o tipo .
        Terceiro arranja se uma provocaçao ficticia ou nao …
        Quarto começa se a bombardear … sem olhar a quem esta por baixo das bombas se sao inocentes ou nao

        reconhece o padrao ???

      • Isabel , desculpe discordar mas eu estou interessado em Africa … e e esse meu interesse que me faz viver ca , basta ler os meus post acima para perceber o que eu quero dizer …

        Bom domingo

  31. João Silva Jordão …. LEIA , leia tudo que eu ja li …lol…estao aqui as linhas mestras da politica Americana para Africa … publique e vai ver a quantidade de gente finalmente a entender o que realmente se passa aqui.
    Meu amigo isto trata se de um guerra neste caso MORNA entre os USA e a China pela ultima grande reserva dos recursos existente nio mundo … se quisermos excluir a America Latina desta conversa neste momento.
    As grandes corporaçoes que sao quem dita a politica externa americana no momento , porque sao eles quem de facto lucar com isto tudo , desde o fabrico de armas, venda sementes ( Monsanto) e exploraçao de recursos , nao sao de forma alguam empaticas bem pelo contrario , portanto que morra gente ou que deixe de morrer para eles e lhes completamente indiferente ….
    Digamos que a politica externa nao so dos USA mas de todas as potencias no tabuleiro e determinda pelo intesse economico …e por vezes pelo meio estao umas coisas incomodas que se chamam pessoas … que claro sao levados pela enxurrada por vezes sem sequer perceber o que lhes aconteceu como e a mioria dos casos em Africa que e o continente que conheço melhor …
    Obrigado pelo link e continuaçao de um fantastico trabalho que informaçao que tem aqui nos seu Blog … bom trabalho e com rigor isençao que e coisa que nao se espera normalmente de um blog …
    Fiquei seu leitor acredite …

    PS: Publique e explique o documento faria um enorme serviço a uma coisa chamada verdade factual ….

  32. Pedro, saber rir de si próprio e entender o seu próprio reflexo e’ uma das virtudes que permite consciência e consequentemente mudança. Obvio que a ultima frase e’ sarcástica em relação a minha geração, porque e’ uma representação de certa forma verídica, tal como a e’ a dos velhos do Restelo. Não significam q todos sejam assim, quer dum lado quer d o outro. Cada geração vale pelo que vale, e não há melhores nem piores. E se são assim e’ porque e’ necessário. Tudo existe numa sequência lógica.

    João Silva Jordão, em reposta ao meu comentário incial: “É melhor pensar e investigar antes de ser levado por sensacionalismos propagandistas, o que o filme Kony 2012 claramente é.” Isto sim me parece produtivo e que o artigo poderia ter debatido.

    Se e’ sensacionalista, totalmente verdade. Mas chacinar os outros por chacinar e não apresentar nada de construtivo e’ muito old school.

    E depois no texto e nos comentários já misturam a legitimidade da instituição e dos organizadores com dados totalmente subjectivos e alguns erróneos com as intenções imperialistas dos EUA…. depois vem a Síria, a Líbia, Afeganistão… …

    Depois o sistema político do Uganda, e porque que a organização não tem o intuito de parar como o ditador da zona.

    E comentam o 25 de Abril…

    E depois já vem o Sr. Dr. que tem uma carreira internacional e que teve em África tantos anos e ate assina com o nome; veja-se que homem corajoso, nobre, e ate pede desculpa pelos possíveis erros de Português – sim porque isso define o carácter duma pessoa (nao pensem que ele e’ um ignorante analfabeto por não por acentos ou não dominar a língua).
    Consequentemente na sua realidade, tipicamente latina e colonialista e imperialista, acha-se melhor que os outros, obviamente pela sua posição na sociedade, e patroniza e rebaixa os outros, chamando-os de ignorantes, tadinhos etc. e ainda diz “Espero ter ofendido alguns dos patetas armados ao pingarelho que aqui escreveram … porque era essa a minha intenção.”

    O mais interessante e’ que tal personagem nao consegue perceber que ele próprio e’ um reflexo de Kony. Ao contrario de Kony que usa a violência física, e nesse caso sim existem vitimas, em relação ao Sr Dr., sim leve pra casa a bicicleta, sinta-se vangloriado que usou do seu pseudo-poder para inferiorizar os demais …. Lamento informa-lo que as suas palavras não são mais do que letras postas juntas, e só tem o valor que alguém lhes de… e portanto elas não tem poder nenhum e não insultam ninguém a não ser que alguém esteja disposto a ser insultado por elas…. de resto não passam de letras. As vitimas, neste caso, só o são se quiserem entregar o seu poder aos outros…

    Mas a sua postura e’ muito interessante também, porque permite-nos a todos nos, pra aqueles que são capazes de uma auto-analise e não estão em negação, ver um reflexo de nos próprios como sociedade portuguesa.
    Esta pseudo-importancia e consequente subjugação dos outros por “estatuto”, “classe” “profissão” “situação financeira” ou “formação escolar” e’ algo que como sociedade impomos todos os dias uns aos outros, e que no caso da sociedade portuguesa e’ a razão de ela ser como e’. Todos, como sociedade cedemos a este papel de agressor-victima através destes “estatutos”, que no fundo não passam mais do que conceitos mentais.

    Isto advém do facto de que em Portugal um e’ aquilo que tem, e não aquilo q vale. E todos andam preocupados em mostrar a roupa, o carro, as ferias, a profissão etc. E’ sr/ dr. pra ca sua excelência pra la. Pais de hipocrisias onde as pessoas dão valor ao superficial, por falta de amor-proprio, porque acreditam seram victimas e que existem melhores que elas.
    Os com cargos mais altos tendo sempre a necessidade d humilhar os subordinados nos trabalhos. Os subordinados so se queixam por de tras, e tal como a população em relação a política, nao sao activos através da participação construtiva em escrever cartas de reclamação, fazer denuncias, etc, pq “acham q nao vale a pena”, ou vivem no medo de poder ser ainda mais prejudicados.
    E pior, os subordinados em vez de terem atitude diferente qd chegam a cargo mais alto, não, fazem o mesmo qd la chegam: para “impor respeito” – o respeito conquista-se!!!! … e por ego: agora e’ a minha vez.
    E aqueles que não chegam a chefe, vão para o café humilhar o empregado d café, para poderem se sentir alguém na vida, quem tem poder, já q interpretam o empregado d café como alguém menor. Logo esta será a atitude dos políticos, que não são mais que pessoas de um mesmo pais actuando da mesma forma.

    E e’ neste sistema que querem que eu participe? Para prolongar isto? Inacção!

    E’ por isso Maria Carvalho que, não tirando o valor do 25 de Abril e de tudo o que foi feito, não teve muito impacto, porque o problema de Portugal não e’ um problema de regime, mas sim cultural e de atitude. As pessoas continuam com a mesma atitude de feudalismo e colonialista de um uns para com os outros, acusando sempre o exterior e vitimizando-se sem nunca perceber, e querer reconhecer, que e’ igualmente agressor em muitas situações e da mesma forma que critica.

    “Ensaio Sobre a Cegueira” anyone? “Equador”?

    Isabel, você não caiu que nem uma pata, ou se caiu caiu duas vezes, uma por acreditar que a manipulação emocional do vídeo e’ verdadeira, e outra por acreditar da mesma forma cega, que este artigo era verdadeiro. Mas eu discordo de si, não a vejo como uma lerda, vejo-a como um ser soberano, e não como uma vitima. Você tomou uma decisão, decidiu ajudar a instituição, e se de acordo com a nova informação, mudou de visão, você toma outra decisão. Não de o seu poder aos outros, achando que e’ uma vitima da sua manipulação. O conceito de victima-agressor, implementado pelo cristianismo, e depois a consequente culpa e auto-desvalorizacao, e’ que permitiram que o mundo este como esta. Achar que existe algum melhor que nos, ou que nos somos melhores que alguém. Por muito enganadores que possam ter sido como o vídeo, foi uma coisa excelente, porque permitiu a expansão da sua consciência, e talvez de uma próxima vez vai investigar mais, para tomar decisões cada vez mais conscientes. Portanto estes “agressores” tiveram um papel positivo em você se consciencializar sobre a importância de tomar informações conscientes, de questionar, e de não entregar o seu poder a ninguém, e não se ver como vitima. Na verdade um so tem que estar grato e agradecer o papel que os “agressores” tiveram em um tomar de volta o seu poder. Existem decisões feitas, e acções tomadas. Alem do mais, a sua posição foi tomada pelo coração em querer ajudar e participar em algo global pelo seu planeta. Esta e’ a energia que a motivou, a energia da compaixão. Isso e’ isso que fica registado!!!!!

    E onde e’ que íamos? ah no video… começa-se a debater tudo e mais alguma coisa, depois insultos pra ca e para la, depois necessário defender a “reputação” (já agora a reputação e’ o que os outros pensam sobre nos, e o que os outros pensam e’ problema deles; preocupe-mo-nos com a nossa consciência, porque a nossa consciência e’ o que nos somos) etc etc….. ….. …..

    … …. e ja nao se sabe o que se discute, porque se discute, porque que a guerra começou, como sempre…

    Esta e’ a participação nociva, e que do meu ponto de vista e’ melhor não participar, e aquilo que descrevi:a inacção na participação no sistema instituído para que ele caia. O que e’ muito diferente de subjugação ao sistema, para quem falava de fascismo. Caso contrario então a participação construtiva, out of the box, e movida pelo sentimento verdadeiro de compaixão.

    O 11 de Setembro, foi outra manipulação, e essa moveu pela raiva e vingança. No entanto ate já em muitos casos, muitos decidiram a inacção ou a compaixão.

    Novamente, o que este video demonstra para quem consegue se por fora da caixa, e’ que independentemente dos interesses obscuros, e’ a movimentação global através, especialmente daqueles chamados de sem ideologia, em querer participar em algo construtivo e movidos pela compaixão. Esta e’ a nova consciência, que somos mais que fronteiras, que o mundo e’ de todos, que todos podemos ter um impacto através da construção e não destruição, e que o poder esta nas nossas mãos. Demonstras as novas vias de comunicação, organização e de acção. Demonstra que agora um se move por aquilo que vibra.
    Demonstra que um esta ultrapassando o síndrome de victima-agressor e entende que tem responsabilidade no bem estar de todos, e responsabilidade nas decisões que toma, que ja não pode dizer que foi porque o padre , o vídeo, o politico, ou este artigo diziam que sim, por isso eu fiz.

    Tal como disse o caminho e’ longo…. sim existe desinformação, interesses obscuros, mas mesmo para esses que tinham como objectivo que as pessoas fossem movidas pelo ódio, pelo medo, pela raiva… saiu-lhes o tiro pela culatra. Também pensavam que todos cairiam como patinhos, mas não caíram. Logo após sair o vídeo, já saíram contra argumentos, pessoas a questionar a veracidade ou não etc. Kony esta na boca do mundo, e esse que Kony nos proporciona, a expansão da consciência. A verdade tem muitas perspectivas, e nem EUA são o diabo, nem são Deus. E e’ certo que um que queira tomar acção no sistema tal como esta, e se quiser receber apoios para a sua causa, vai ter que, indiscutivelmente, ser muito flexível, porque são muito poucos aqueles em posições de chefia a operar através de verdadeira compaixão nestes tempos. Este vídeo muda o foco energético da intenção do ódio para a compaixão, e antecipa como será o futuro.

    E’ importante estar informado, e descer “down the rabbit hole” e perceber o que realmente move por detrás das cortinas. Só que focados nas “conspirações” o que acontece e’ que deixam de ter visão e não consegue ver depois a mudança que esta acontecendo.
    Acabam presos nesse mundo negativo de rancor e ódio contra o poder instituído, e começam a odiar, e chacinar os agressores (neste caso a elite, os eua, os illuminati, o vizinho do 3o andar, o patrão etc) e nao percebem que estão tendo a mesma atitude que eles.
    Ambos os lados pensam que estão a ter atitude correcta, pelas suas individuais razoes, em querer chacinar uns aos outros, sem perceber que são o reflexo um do outro.

    Esta e’ a perpetuação do sistema, e que não vale a pena participar. A inacção de que falo!!!!!

    Querem acusar os outros sempre de agressores sem nunca perceberem a responsabilidade que eles tem em vos tratar como vocês dizem que eles tratam? Continuem.

    Não olham para a historia e percebem que guerra não e’ a solução, e que culpa e’ vibrar ao mesmo nível que o problema? Continuem…

    Querem se matar uns aos outros? Continuem. Eu, não participo.

    Sim, e’ importante e fundamental responsabilizar aqueles que impedem os outros de manifestar o seu poder criativo e individual sem prejudicar ninguém, e’ claro, mas no momento da condenação ter compaixão e perceber o que esses “agressores” nos ensinaram: que na maior parte das vezes entregamos o nosso poder a eles, nos vimos como vitimas e inferiores, e que estávamos dispostos em acreditar nos outros como detentores da verdade e que tinha a legitimidade de nos conduzir, gerir, etc,
    O síndrome de agressor-victima vai acabar, e começaram a perceber que tem que tomar decisões consciente e ser responsáveis por essas decisões, e actuar construtivamente quando tem que actuar em vez so de dizer mal e culpar o líder.
    O poder esta em cada um, e não no líder. Não e’ o Obama, Jesus, Madre Teresa ou quem quer que seja que nos vai salvar. Parar de olhar pra fora por guias, e começar a ouvir o guia interior, e ser responsável, e assumir o seu poder e respeitar a igualdade do poder dos outros como seres soberanos sem querer impor o seu ponto de visto, que apesar de muito real para o próprio, como correcto a seguir, e perceber a igualdade dos outros, independentemente de nacionalidade, raça, sexualidade, condição financeira, curso ou o que seja.

    Como nos respondemos a todo “o podre” que esta sendo revelado, e que ainda será revelado nos próximos tempos, e’ que determinara o futuro que vamos criar.

    Responder outra vez com ódio, exigir que cabeças sejam cortadas? Ou responder com compaixão e ver o que estes dois últimos milénios nos estão querendo ensinar e que ainda não percebemos, e estar gratos pela parte que os “agressores” tiveram em nos mostrar como nos entregamo-los a nossa soberania tão facilmente por acreditar cegamente em tudo o que dizem e que tem o seu melhor interesse por nos?

    Qualquer sistema e’ uma manifestação física daqueles que o criaram. No coração de qualquer sistema estão pensamentos e crenças. Nos criamos através das nossas crenças. Se nos respondermos a queda do sistema que esta a sair com ódio, julgamento e raiva, e exigindo chacina, e’ esse o novo sistema que criaremos…. ou seja, a perpetuação deste.

    A solução?

    Respondam da forma normal.. com raiva e julgamento. Sintam esses sentimentos, quebrem os pratos , mas não fiquem presos ai, que e’ o que tem acontecido ate agora.
    Quando tirar a raiva do seu sistema, passe em frente e transmute esses sentimentos para compaixão. Podemos fazer isto ao entender o papel que essas pessoas do sistema, esses “agressores”, estão tendo ao representar o “mal e o lado escuro” de modo a nos ajudar a perceber como ser individuais e como colectivo humano, como facilmente entregamos o nosso poder soberano aos outros e jogamos no jogo da vitima-agressor e culpa.
    Alguém tem que jogar esse papel, ate que nos como seres individuais, na família, na comunidade, no pais ou como colectivo humano percebamos isso, e cresçamos a nível das nossas atitudes, e reclamemos de volta o nosso poder.
    E que “eles os maus” vao sofrer quando forem responsabilizados pelos seus actos e quando o seu papel chegar ao fim, e que eles, são movidos pelo medo tal como os outros humanos neste momento.

    Iremos pontapeá-los enquanto caiem, ou diremos obrigado por aquilo que me fizeste ver, e percebo agora como eu cegamente entreguei o meu poder? Sim serás responsabilizado, mas darei valor ao teu papel que tu tiveste em ajudar-me a perceber aquilo que hoje percebo, e desta forma libertar-te-ei com gratidão?

    Este e’ o novo paradigma, isto e’ o que o video mostra: que não e’ o que ta escrito em livros sagrados, que não e’ o que os lideres dizem, os vídeos ou os artigos que e’ a verdade.
    Que agora estamos a dar inicio ‘a tomada de decisões cosncientes, e que muito possivelmente mais dia menos dia, a geração sem ideologia e apolítica, criara uma pagina no facebook ou fará um vídeo que num instante movera milhões, e tirara os políticos donde estão.

    • Ps … extensa dissertaçao … em relaçao aos erros se reparar com cuidado nao sao ortograficos … ;)) o grande culpado e um laptop velhinho que teima em nem sempre ser sensivel ao meu teclar, mas do qual por afectividade eu tambem teimo em nao abandonar , por ele peço desculpa dado que lhe causou tanta impressao .
      Nao foi minha intençao colocar me acima de fosse quem fosse , quando esclareci o que aqui estava a fazer foi apenas para situar quem me estivesse a ler … sabe e que a minha vida nao e escrever em Blogs, portanto e natural que talvez ate por conservadorismo , eu me apresente antes de escrever sobre qualquer assunto numa pagina onde me desconhecem… nao sabia que o afectaria tanto .
      Estou agora completamente condicionado e a ter uma atençao enorme a cada tecla para nao me falhe nenhuma … se por ventura acontecer remeta se para o inicio do texto se nao se importa.
      O meu discurso se reparar so mudou em relaçao a uma pessoa deste Blog , isso porque mea culpa , de facto nao tenho muita paciencia para para o genero … e a tal provocaçao que refere a essa pessoa era dirigida , nao a si, se a tomou como sua enganou se.
      O seu sarcasmo divertiu me deveras e gostei do que escreveu ve se imediatamente que uma pessoa de facil raciocinio, e escrita rapida , assim daquelas que adoram nao so escrever como o que escrevem .
      Atabalhoadamente talvez, fui por si mal interpretado, o que nao me aflige de maneira nenhuma , porque nao me levo muito a serio que e uma coisa que aprendi aqui em Africa , com as pessoas daqui que nunca sabem se amanha estarao vivas , o que de facto acredite nos da uma liberdade incrivel … devia exprimentar … recomendo lhe.
      Como vai concerteza perceber nao vou ficar aqui a debater egos, nem quem escrevinha melhor , porque ai voce ganha me aos pontos com toda a certeza , para alem de que nao me e importante o que possa pensar sobre a minha pessoa.
      Vou sair desta conversa nao por falta de respeito ou consideraçao que tao como prosaica pessoa me merece, mas sim porque vou sair em viagem dentro de minutos para uma localidade (Africana ), onde pasme se, estou a construir uma escola e que ainda nao tem sequer agua quanto mais ligaçao de internet , voltarei no proximo fim de semana , e ai entao poderemos continuar se assim o desejar tao alegre cavaqueira Blogueira.
      Mas quero so para finalizar. dar lhe os meus parabens pela sua escrita , que sem ponta de cinismo me agrada de sobremaneira, pena que mal informada e completamente mainstream … o que para mim nao e nada mais que um desperdicio de potencial … talvez nao sei se experimentar começar a fazer qualquer coisa de util pela sociedade sobre a qual tanto escreve isso lhe passe.
      Um Cordial bom domingo para si e tente ser mais aberto a coisas que desconhece e o que eu lhe desejo …

      Ate para a semana se tal acontecer …

      • “talvez nao sei se experimentar começar a fazer qualquer coisa de util pela sociedade sobre a qual tanto escreve isso lhe passe.”

        opa, o remate final de superioridade lololollolol

        Nao se sinta atacado pela meu ponto de vista, e lembre-se, se quiser, claro esta, que a minhas palavras so tem o poder que você lhes da… sao apenas palavras.

        Oh oh, e quem me dera que responsabilidade individual e compaixão fossem mainstream lol

        O escrever sobre compaixão, integração humana e ver o nosso proprio reflexo nas accoes dos outros, poderia ser visto por uns como potencial muito aplicado…. mas ai esta a beleza da vida, a diferença de pontos de vista sobre uma mesma experiência.

        No entanto o que faço, ou nao faço nao faz falta que seja anunciado pois nao necessito de aprovação exterior para comprovar o meu valor como pessoa, e se o faço e’ porque sinto que o devo fazer e so diz respeito entre mim e os intervenientes. E nao preciso de anunciar os meus feitos, porque seria entao sobre o meu ego e nao sobre os outros, e de anucia-los como forma de prentencao que o que faco e’ o correcto e que deva ser seguido pelos outros e subtilmente deixar trespassar a mensagem que isso me faz melhor, superior.

        E tenho a certeza que cada um na sua vida individual faz e da o que pode de acordo com a sua consciência.

        A corrida e’ longa, no final e’ so consigo mesmo. Nao ha competição.

        HAsta la vista muchacho ;)

      • p.s. – Luis Rocha, agradecia se possível e se achar apropriado, passar o contacto da organização com que trabalha. Pelo que descreveu, parece-me interessante o trabalho que fazem, e gostaria de averiguar mais já que estou no RU.

      • Gostaria muito de entrar em contato com você Sr. Luis Rocha, sou uma grande interessada na Africa e acredito que você possa me ajudar a fazer algo que realmente faça a diferença. Pode me passar seu e-mail ou alguma forma de falar diretamente com o Sr.?
        Des de já agradeço.

      • Luis,

        Penso que o PS e o wolf354 não carecem de resposta, o PS por ter uma lógica muito estranha (apontar “erros” ortográficos é no mínimo infantil numa discussão onde o importante é a susbtância), além de haver uma confusão no seu argumento que é impossível chegar onde quer que seja.

        Quanto ao wolf, é só mesmo o típico provocador.

        Como já dei minha opinião sobre o tema, fico por aqui.

      • Querido Maurok não sou só um provocador, sou um Anarquista. Quando te disse que o teu comentarios deve ser dos mais idiotas que já li, na minha opinião o teu comentario continua a ser dos mais idiotas que já li, o que não implica que tu sejas um idiota (nem que não sejas).

        Pode parecer estranho estar a favor do Kony (da grande máquina de propaganda americana, lol) mas quando leio um comentário como “Desculpa , tens que meter mais tabaco nisso … deve estar fortissimo” (que nem é dirigido a mim) por parte de um Consultor de Desenvolvimento e Cooperaçao em Africa que já foi Coordenador Geral e Director de Voluntariado de Varias ONGs e que condena o video do Kony é porque não estou enganado.

        É relativamente simples ler as id’s utilizadas de quem publica comentarios na wordpress e identificar quem realmente os fez, mas na minha opinião isto são conversas para o vento e raramente servem para mais do que passar o tempo (confesso que é divertido ver adolescentes chamarem-me ignorante, mula ou que tenho cérebero pequeno).

        Antes de fechar a loja o que me deixa mais perplexo e o teclado inglês que não tem acentos … mas tem cedilhas (quando eu enfiei a carapuça, lol) deve haver alguma variante de inglês que eu ainda não conheço.

    • Duvido um bocadinho que quem trabalha para uma ONG escreva isto “Tive oportunidade de ver in loco e com os meus olhos o trabalho desta coisa a que chamam ONG e que voce tanto adora.
      O project leader no terreno e uma pessoa afavel, simpatica , mas incompetente e corrupta., na zona de Kipepo que e onde eles mais actuam a populaçao detesta os” ou isto “…a UNICEF ( que sao os magnatas da cooperaçao ….”. Mas perguntem-lhe poque para minha tristeza a mim já não me responde :(

      • escreve porque é verdade, tenho um amigo que trabalha numa associação de angariaçao de fundos para as instituições de caridade e ele diz que muitas vezes acabava por dizer às pessoas para não darem o dinheiro delas, porque muito pouco mesmo seria utilizado com a finalidade proposta…

  33. Corri o olho e confesso que quando li: “Quarto, este filme continua a denegrir a imagem do povo Africano, que no simples mundo do Kony 2012 são incapazes de resolver os seus próprios problemas, sendo que estes só podem ser resolvidos com mais intervenções militares dos países Ocidentais.” Deixei de levar a sério…

  34. Que estranho ter aparecido um colaborador em África a dar razão ao autor do texto, que por acaso tb não está contra os americanos (so contra o imperialismos americano). Estudou nos USA! e tem a mesma caracteristica de ofender as pessoas em vez de responder aos comentrios.

    Grow up e agradece ao Kony o sucesso do teu blog, lol!

  35. Depois de ter lido tudo o que foi dito aqui no Blog creio que por vezes as pessoas se dispersam um pouco, e a questão que me trouxe a esta blog foi sobre a veracidade e as intenções do Video Kony 2012, com aquilo que sabia e com mais alguma pesquisa, é isto que penso sobre o tema.

    A Invisible Children NÃO É uma ONG, é uma Empresa (INC.), logo isso deixa-me menos surpreso pelo facto de terem esta atitude, pois eu ainda não vi uma ONG que apele a soluções armadas, não me digam que são novos tempos, as ONG tem uma missão e claramente a Invisible Children está longe dessa missão, não os enalteçam por aquilo que sem discussão alguma a Invisible Children não é (ONG).

    Depois adoro as pessoas que dizem “ah e tal, não é lá grande solução mas não há mais ninguém que queira arranjar solução”, pois é, eu gostava que me dissessem qual o resultado das soluções bélicas que envolveram os EUA e até mentiras que usaram para poderem forçar essas ditas soluções, ah, eu sei, eu sei… eu acho que consigo
    responder a essa questão. Mais mortes em menos tempo que os anteriores culpados e a mesma miséria e liberdade, o que não falta são exemplos, e os EUA não se importam com as criancinhas nem os direitos humanos, quando foi pedido para ajudarem com a sua influência (nem sequer foi pedido intervenção militar) na situação de Timor não quiseram apoiar por causa dos interesses e da politica que mantinham com a Indonésia, ilustro esse exemplo pois foi o que estivemos directamente envolvidos, mas também posso ilustrar o exemplo de que os EUA só entraram na II Guerra Mundial quando a guerra lhes bateu à porta, entre vários outros.

    Mas para que não pensem que fujo do foco da questão (sim, porque cada vez mais as pessoas agem como os burros que têm palas nos olhos e alguém vai puxando os arreios para um lado e para o outro para que olhem e vejam apenas aquilo que vos querem fazer ver), voltemos ao tema desta propaganda.

    As pessoas viram um video que fala de verdades (completamente instrumentalizadas) e que tocou os vossos corações, não é verdade???
    Acham que por vezes os meios justificam os fins???
    Ok, vamos seguir essa linha de pensamento, que não deixa de ser correcto, vamos acabar com esses que matam, mutilam e usam crianças, aqueles que fazem genocídio, os que mais trazem sofrimento às pessoas e marcam gerações com o seu terror, vamos acabar com o governo de Yoweri Museveni, Presidente do Uganda, captura-lo para que seja julgado pelos crimes que cometeu antes e depois de chegar ao governo e que continua a cometer. Afinal não é disso que se trata? Um homem que se diz cristão e que supostamente rege o país segundo essa crença, continua a espalhar terror a etnias diferentes, principalmente no norte do Uganda e no congo perto da fronteira, e usou os mesmos métodos que Joseph Kony, tendo governado o país em ditadura até 1996 ano em que foi eleito por 75% de forma corrupta, e embora estes factos sejam incómodos e sempre com a intenção de que sejam esquecidos, outros factos não se preocupam em esconder, como por exemplo a sua politica anti-gay, com esforços de que seja feita uma lei que basicamente irá permitir a pena de morte para quem demonstre gestos gays publicamente (a meu ver simplesmente para justificar como legal aquilo que já o fazem, pois assim já aconteceu) e para que sejam presos os familiares de gays que não denunciem os seus parentes gays, e também é inegável que a lei no Uganda não penaliza o uso de tortura, inclusivé, esta é usada pela policia e exército de forma aberta, existe dúvidas quanto ao governo corrupto e ao desrespeito dos direitos do homem?

    Não tenham dúvidas que o que é mostrado no filme é verdade, existem homens, mulheres e crianças vitimas de atrocidades chocantes, mas os fins não justificam os meios, e isto é mais verdade ainda quando sempre que quiseram justificar os meios usando conflitos bélicos, os fins foram desastrosos e piores do que eram antes, vamos lá criar mais um exemplo desta verdade?

    Tal como disse, se o quiserem fazer virem-se para o governo do Uganda ou então resolvam o conflito de Darfur, que fica logo ali ao lado no Sudão, sim, porque ainda em Janeiro de 2012 O Sudão bombardeou civis do Sudão do Sul, ah, mas desculpem, esqueci-me que lá não existem videos tristes que vos faça chorar assim como também nao existem interesses, nem portas abertas para o imperialismo americano, o novo colonialismo dos tempos modernos, aquele que serve para tapar os olhos aos que se acham mais eruditos, porque simplesmente é justificável, as razões são nobres e apelam ao que de mais humano existe no homem, pois é verdade, no entanto é mesmo essa a direcção das politicas do governo dos EUA para a opinião pública, vamos manipular, propaganda essa que é cada vez mais especializada, cada vez mais existem mensagens subliminares e até já chegaram ao ponto de a Força Aérea dos Estados Unidos criar um projecto que até agora custou 125 milhões de doláres (95 Milhões de Euros) que se chama “Radar Social” com o intuito de “Entrar nos CORAÇÕES e cabeças das pessoas” (aconselho fortemente a pesquisarem este tema na internet), sinceramente não fico admirado de todo com um video deste tipo, é a mais pura forma de manipulação que já vi, um trabalho fenomenal, porque a mais pura forma de manipulação exige que seja baseado em factos reais procurando resultados que também eles serão reais, mas que nunca foram nem são o real objectivo.
    É bom ser tocado no coração?

    Depois de poderem raciocinar dentro do que o filme mostra, podem tirar as palas dos olhos e ver para além do que o autor vos quer mostrar?
    Dizem que o facto de ajudar crianças não é nenhuma desculpa para o governo dos EUA pelo contrário, é algo nobre, pois, mas os escrúpulos dos EUA são imensuráveis, qualquer desculpa serve e será explorada a todo o custo para poderem atingir os seus fins, pois esses sim, não querem mesmo saber dos meios nem dos fins para os que estão no meio destes conflitos, apenas interessa que os seus fins sejam alcançados de forma positiva, com isso não compactuo.

    Não tenham dúvidas que no Uganda, no Sudão e na República Democrática do Congo as pessoas sabem bem quem é Joseph Kony e não vou ser eu que vivo em Portugal e agora que descobri quem ele é, que o vou reconhecer a caminho do trabalho ou que vou até África atrás dele, eu não preciso de saber quem ele é, mas alguém precisa urgentemente que eu saiba quem é Joseph Kony, então porque é que precisam urgentemente que eu saiba? Porque o Osama Bin Laden era conhecido e o Sadam Hussein também, mas Joseph Kony não, existem interesses no Uganda, e estamos no meio de uma crise energética, e depois do mal que já fizeram nesse mundo com os seus meios supostamente justificáveis de força bélica, não podem mais uma vez agirem a seu belo prazer, querem algo melhor que o Uganda? Petróleo acabado de descobrir, um governo corrupto e criminoso que lhes estende a passadeira, que já vendeu as concessões de exploração de petróleo e que não vai rejeitar a ajuda destes para que eliminem o seu empecilho chamado Joseph Koni, que por sua vez, é essencial para os EUA que ele seja eliminado para que possam ter a estabilidade na região para começar a exploração de recursos e a voz dos que falam sobre os crimes do governo tem incomodado imenso, o que será uma excelente propaganda positiva para os EUA, que obviamente irá sempre tentar desculpar as politicas que o governo do Uganda vai tomando e o aval que dá às suas forças de segurança em matéria de violação de Direitos Humanos. A questão é que Joseph Kony tem a cabeça a prémio pelo TPI e mais tarde ou mais cedo será capturado, no entanto Yoweri Museveni continuará de uma forma low profile com o seu regime e nunca irá pagar pelos seus crimes pois é do interesse dos EUA que ele continue no poder, e acham mesmo que a melhor solução é ter pressa para apanhar um dos dois culpados do terror do Uganda quando com o tempo se pode apanhar os dois? Para além do mais não há garantias que o apanhem sequer ou que ainda esteja vivo, ia ser ainda mais irrisório se não capturarem Joseph Kony e que Yoweri Museveni acabe por nunca ser formalmente acusado e julgado pelos crimes que cometeu.

    Independentemente daquilo que digo, não tenham dúvida de uma coisa.
    Este vídeo é um pedido frontal de ajuda para que seja feito o financiamento de uma guerra contra Joseph Koni, por uma Empresa que tem algo a esconder perante a sua forma de agir.
    Para si é o suficiente para participar?
    Para mim não.

    Continua a gostar que lhe toquem no coração?

    MS

  36. Parei aqui: “A geração maioritariamente apolítica e sem ideologia que é a juventude moderna aclama por novas formas de pensar, novas identidades, novas guerras para lutar.”

  37. Parabéns, João Silva Jordão!Texto claro, lúcido e objectivo. Uma análise bem fundamentada do conteúdo maniqueísta, emocional e, por isso, manipulador implícito no filme Kony 2012. Indico um filme brasileiro que vem ao encontro da sua abordagem e das questões que se abrem no texto, mas devido à complexidade, chegam a repercutir negativamente sobre alguns leitores, que reagem emocionalmente, pois a sua análise do tema da obra denuncia em profundidade aquilo que a superficialidade não consegue ver. Bem, vamos ao filme: QUANTO VALE OU É POR QUILO

  38. Caro senhor João Silva Jordão, gostaria que me disse-se o que é que o senhor já fez para melhorar este mundo ?! Em vez de criticar de uma forma muito bem elaborada e cara, que na realidade nao passa de uma mera falácia, o tempo e energia que voçe perdeu a escrever esta critica completamente descabida, já poderia ter feito alguma coisa de útil, como por exemplo ir ao Uganda e trazer uma dessas crianças vitimas de guerra ( tal como o autor deste filme o fez ), talvez a sua ideia destas teorias de conspiraçao da treta se viessem a alterar, tendo contacto em primeira pessoa com esta realidade. Fico impressionado com tanta cultura literata e tanta ignorancia ao mesmo tempo, faça um favor a humanidade ! Tire o cuzinho desse seu lar confortável onde dorme quentinho e em paz diariamente, e vá fazer umas acçoes humanitárias como eu já fiz !! ACORDA PARA A VIDA

    • Caro Sr José Pedro

      Mesmo sendo um comentário algo insultuoso, não deixa de ser legitimo, e igualmente por ser um comentário recorrente, vou tentar responder.

      Se eu alguma fez fiz, ou venha a fazer acções ditas humanitárias ou de ativismo político (não estou a dizer que já o fiz, estou falando hipoteticamente) não foi ou será para me poder gabar desse facto, nem para publicitar a minha virtude, ou a minha superioridade aos outros. Seria somente para tentar melhorar o mundo. Acho também que a sugestão de que se tem obrigatoriamente de ter um passado de activismo para nos podermos exprimir é incoerente, porque se não o podermos fazer sem já o ter feito, por onde começamos? Quereria dizer que quem nunca o fez não o pode fazer pela primeira vez, sendo portanto este conceito contra o activismo, e não a favor.

      Em suma, este blog serve como um veiculo para exprimir opiniões, não é, pelo menos no que me toca pessoalmente, para entrar em exercícios narcisistas ou para se gabar das acções humanitárias ou activistas que terei ou não feito no passado. Aliás, se fazemos tais coisas somente para nos podermos dizer superiores a quem não o faz, então não se trata de altruísmo nem de activismo, mas sim de gratificação pessoal. Espero ter respondido de forma adequada à sua pergunta.

      Cumprimentos, João

  39. O objetivo do filme é sensibilizar as pessoas a “se mobilizarem”, não acredito que seja algo perfeito como nada é na vida, porém acho uma iniciativa excelente, vamos para de achar que tudo que vem dos estados unidos é uma merda e que eles querem sempre controlar o mundo, se fosse assim, já estariam com um mega exército lá. Se esta organização tem laços com o exército de libertação de UGANDA realmente é algo triste porém foi uma forma que eles acharam de apoio para conseguir o objetivo de tirar KONY da sua situação confortável no país…Um problema de cada vez acho que essa é o objetivo….

  40. Concordo com sua visão. Pode até ser precipitada de fato, mas quando se trata “desses” colonizadores, tudo é possível. FIQUEMOS ATENTOS!!!!
    Contudo seria interessante observar o uso da palavra denegrir nos seu texto, sobretudo nesse que se refere aos negros.

    DENEGRIR:
    Eis mais um exemplo de palavra politicamente incorreta: o verbo denegrir (ou denigrir), do qual se origina o adjetivo denegrido (ou denigrido). Geralmente, empregamos este verbo em referência a mancha na reputação de alguém: “O senador teve sua honra denegrida pela imprensa”. E sabe qual o sentido original da palavra? Acertou em cheio: tornar negro. Ora, o preconceito racial é evidente: se é negro, não é bom.
    Fonte: http://www.pellegrino.com.br/revista/materias.asp?id=148

  41. Quem apoia Kony está no mesmo nível (ou falta de), de qualquer apoiador de ditadura existente.

    Ou se for de “esquerda”, a ditadura, os estupros, as crianças-soldado, são “mero detalhe” da guerra ?

  42. Colonização britanica.!!!!..muito simplorio, colonização europeia!, pois a culpa da pobreza , exploração, miseria, atraso da Africa é totalmente dos paises da Europa, que agora anda as voltas com os fantasmas da crise economica novamente…não tem onde sugar o sangue novamente.

  43. Sinceramente fico estupefacto com a quantidade de anti americanos que há por aí. Apenas quero fazer um comentario ao senhor que trabalha numa organização em africa que deduzo que tenha o mesmo objectivo.

    Ponto1- o facto de não terem tido a ideia magnifica de promoverem um video a nivel mundial utilizando unica e exclusivamente as redes sociais, não é motivo para criticar negativamente esta campanha ou ficarem com inveja a pensar, “pois, deviamos ter sido nós a fazer isto”. No video são bem evidentes as melhorias verificadas naquela região.

    Ponto2- fico de alguma forma revoltado quando vejo Portugueses como o senhor, de alguma forma notáveis e repletos de ideias para ajudar o povo africano. Faço-lhe uma pergunta. Lê jornais? Tem visto as noticias sobre o seu país ?aqui também há pobreza, há idosos a morrerem isolados, cada vez mais sem abrigos. Poque raio tem de ir para África? É mais chique dizer aos seus amigos que está nessa região a ajudar?Ou é pelo facto de não se sentir bem a ajudar o seu proprio país?

  44. Tudo tem fatores positivos e negativos, e este vídeo confirma esse facto. No entanto neste exemplo (através de um vídeo produzido com uma qualidade excecional em termos de edição e produção) os fatores positivos no meu entender são: comerciais, fazendo com que algumas marcas ganhem dinheiro; são políticos, legitimam certas “políticas” a implementar; são militares, legitimam uma ação militar; e são sociais, pois fazem-nos passar a ideia de que todos juntos podemos ter uma voz ativa, podemos mudar as coisas, e que muita gente vai perceber isso e tomar ação com um simples click em like (como é que alguém pode mudar alguma coisa com este tipo de (não ação).
    Mas realmente pode ser possível, se esse gesto ao clickar em like fôr acompanhado por um conjunto de ações, simples.
    Passo a explicar, se todos nós na nossa vida social e profissional dermos o nosso contributo, não precisamos de likes nem movimentos. O que precisamos para conseguir isto é pura e simplesmente EDUCAÇÃO baseada na VERDADE, e isso não temos, e não sei quando (e se) vamos conseguir ter, tal é a viciação filogenética na mentira que a condição humana está vetada há muito.
    Provoca-me alguma tristeza que ninguém tenha vontade de propagandear tal coisa.
    Vivemos de analgésicos, em vez de agirmos sobre a origem das questões que são realmente importantes.
    Assim clicamos em like, compramos uma pulseirinha (ou não), partilhamos o video e vamos para a rua com a sensação de bem – estar, pois ajudamos crianças em africa! Será?
    Estamos então muito longe de ter saído da idade média!

  45. Senhor Luis Rocha seria possível passar um site da sua ONG para conhecer seu trabalho? E senhor wolf354 ser anarquista não é falar um monte de besteiras sem fundamento e postar videos de música em um blog que discute um assunto sério, isso é ser criança…

  46. Cada vez mais me convenco que não prestaram atenção ao video, ninguém pede para invadir o Uganda, mas sim apelam aos governantes de todos os paises que façam algo em prol destas crianças. Aliás ele mesmo diz que os EUA recusaram qualquer tipo de retaliação contra o Uganda, disseram sim que mandavam lá militares para auxiliar na captura do Kony, este tipo de atitudes tanto quanto sei são parecidas com as da ONU que se se dizem observadores.
    Quanto aos fundos angariados isso já é outro assunto, pois todas as instituições partem e repartem, e ficam sempre com a melhor parte, e não é só de agora, já acontece à muitos anos, mas nunca foi tão exposto nem tão falado como nos anos que decorrem, pois só à bem pouco tempo é que algumas vozes se começaram a fazer ouvir.
    Peço desculpa aos ofendidos que dizem trabalhar nas omgs.
    Não queria meter a religião ao barulho mas cá vai um exemplo, a igreja pede aos fiés que contribuam com doações monetárias quando o vaticano tem lá fortunas, e no entanto não dá nada a ningém.
    E já agora voluntariado não custa nada fazer quando as despesas são pagas, o que custa é fazer voluntariado por nossa conta, isto do voluntariado tem muito que se lhe diga.

    • Sim, isso é tudo bonito, mas na verdade só se fala de fazer pressão para que não se retirem de lá as tropas americanas enquanto kony não for preso, o que pode demorar anos ou nunca acontecer sequer, porque quanto se sabe ele pode até já estar morto, e tudo isto irá apenas legitimar a presença de soldados americanos em solo africano, por tempo indeterminado no país que mais lhes convém sendo que se servem de um ditador fantoche para lá permanecerem e para não perderem concessões de petróleo convém que esse ditador continue no poder e para isso será protegido e não irá pagar pelos crimes que cometeu, os mesmo que kony.

      Actualmente existe um “campo de protecção” em que estão reunidas sensivelmente meio milhão de pessoas do norte do Uganda (povo que Museveni não gosta), contra a vontade destes, e esses campos foram criados para supostamente proteger as pessoas do LRA, quando na verdade essas pessoas são todos os dias vitimas de violência por parte das forças de segurança, será que já referi que legalmente a tortura é permitida no Uganda???

      Na história alguém já usou desculpas destas, criar campos para proteger pessoas, só que adicionalmente também exterminavam as pessoas, onde é que foi mesmo? Ah, já sei, foi em Alemanha, eram campos de concentração criados pelos nazistas liderados por Hitler.

      “Entrar no coração das pessoas…” parece que estão a fazer render os EUA fazem render muito bem o dinheiro que gastam.

  47. Só nao percebo , o porque desta organização direccionar o seu pedido de ajuda para um país, é bom lembrar o que aconteceu em timor foi uma coligação inter governamental que ajudou a travar a guerra , ou seja a mensagem era dirijida ao mundo , esta não , é claramentente direccionada a um país (EUA) que nao tem legitimidade nenhuma para este tipo de missão , visto que no seu interior guarda um dos maiores assassinos da decada( George Bush) , quantas crianças nao foram mortas no iraque? Os videos divulgados no wikileaks ( organização que o governo americano quer destruir a todo custo) onde jornalistas inocentes e crianças são “assassinadas” ??
    Estas sim foram tornadas Invisible . Por isso o povo americano e as suas organizações que se dediquem a tornar famosos os seus criminosos de guerra e os crimes cometidos pelos seus soldados , tornando-os famosos e quando o fizerem que olhem para o mundo.

  48. Pingback: Kony 2012 – O Assassino de Crianças e o Bom do Regime do Uganda – Luis Rocha OGN « Ícaro e a Utopia Real·

  49. espero estar enganado pro bem de todos k aki postamos as nossas opinioes sobre mais esta palhaçada à «spielberg», mas, kuando nao houver mais konis,sadams,kadafis e outros diabos, k tanto tem de ser exorcizados em nome da paz mundial, os amerikas ja nao vao ter forma de deitar a mao a nada…o problema è k os chinas tb nao…ate pk nao vai haver mais nada a k deitar a mao!!! e ai, ài d todos nòs k estamos no meio deles!!! portanto so ha uma forma d kontrariar tal situaxao, k a toda a gente parexe utopika ate ser tarde demais…ESTA NA HORA DAS PESSOAS KOMEXAREM A MUDAR OS SEUS CONCEITOS E VALORES DE VIDA EGOCENTRIKOS K FAZEM KOM K EXISTAM ESTES TRAFIKANTES K VOS ENTOPEM DESTA DROGA PSIKOLOGIKA K È O CONSUMISMO E K FAZ KOM K ELES F…..M TUDO E TODOS PARA VOS (NOS) PODEREM ABASTEXER O VIÇIO… pessoal eu tb podia eskrever 3 paginas de palavras karas e argumentaxoes komplikadas e xeias de idealismos kom pros e kontras mas enkuanto nòs nao akabarmos(PELO MENOS ABRANDARMOS) kom a prokura eles nao param kom a oferta!!!! fazendo o k ker k seja e kom kualker deskulpa seja KONI no uganda pro petroleo seja KONI na serra leoa koms os seus diamantes seja KONI no irak seja KONI no irao etc pessoal… O KABRAO DO KONI VAI SEMPRE EXISTIR!!!… mas o problema nao sao os KONIS…SOMOS NÒS K NAO MUDAMOS!!! pk mais perto esta a nossa kasa(krianças,idosos,sem abrigo etc) e kontinua toda desarrumada PORTANTO POR MUITO K SE DÊ UMA MOEDINHA PA MATAR O koni NAO È ASSIM K ISTO LA VAI!!!!!

  50. Olá a todos!
    Eu estava a pesquisar umas coisas sobre o kony e encontrei este site. Eu vi o video e decidi logo apoiar. Já vi mais de 20 sites que dizem o mesmo que este, mas também já vi milhares a apoiar esta causa.
    Eu sou a favor disto porque eu não sou como quase toda a gente aqui, que só sabe ver o lado negro das pessoas. Tudo bem que alguns dos fundos podem ir para outros lados, mas caso não tenham visto o video, eles demonstram muito bem o que já fizeram naquele país. Eu acho que deviam repensar, ver mais sites e visitar também o site deles para verem como funcionam. http://www.kony2012.com

    Espero que mudem de ideias e que até venham a participar na cover night.
    M

    • Bem, não sei lá mto bem quanto à posição das outras pessoas que de certa forma suspeitam deste video, mas da minha parte a suspeita é pelo facto de que não é um pedido de capacetes azuis por exemplo, mas sim um pedido às forças armadas dos EUA, para legitimar a presença de tropas em África, e é sempre tudo muito bonito, só algum tempo depois de lá estarem é que fica tudo feio. Essa é a minha principal preocupação, depois também tenho algumas dúvidas quanto à maneira de agir desta empresa que criou esta campanha, mas isso nem sequer chega a ser determinante para a minha opinião de que não irei apoiar.

  51. O artigo esta muito bom!

    Para os cabeças vazias que ainda apoiam esta fraude vejam aqui este video do gajo que fez o Kony 2012.
    vejam 1.50 “this is literally the best piece of propaganda we have ever done”

    Isto é so um pretexto para os USA começarem mais uma guerra imperialista e para dar mote á invasao “humanitaria” que se vai seguir na Siria. Abram os olhos e nunca acreditem em nada que vos digam sem pensar primeiro pela vossa cabeça.

  52. Olá Wolf, depois de ler os diversos comentários, os unicos que me parecem ser feitos sem análise, ou um estudo minimo da realidade global que está à vista e oculta, são os seus. Não são fundamentados em nada, a não ser na sua parca visão do que o rodeia, na sua percepção. Estude, leia, aprenda a ouvir e a ver todos os pontos de vista, depois critique de modo construtivo todos os pontos de vista, incluisive os seus. Desejo-lhe um bom crescimento e uma boa mundança.

  53. Para quem esteja atento a blogs Islamicos apercebe-se que a sua percepção /visão do mundo é limitada a teorias de conspiração…desde a politica do Ocidente até à existencia do Estado de Israel,( que procura recuperar os seus territorios ocupados em 635 EC pelos exercitos invasores Arabes)…cansativo e monótono…

  54. Pingback: A Guerra Total Contra o Islão | Casa das Aranhas·

  55. Pingback: EUA DECLARA GUERRA TOTAL AO ISLÃ « FATOS & FOTOS·

  56. Pingback: Kony 2012 – O Assassino de Crianças, o Bom do Regime do Uganda e uma OGN – Luis Rocha OGN | A Matéria Humana-Human Matter(s)·

  57. Pingback: Quem se Lembra do ‘Kony 2012′? (EUA Reforça Contingente Militar no Uganda) | Casa das Aranhas·

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s